Tesla Model 3: o primeiro carro elétrico a liderar o mercado de vendas europeu

O Tesla Model 3 tornou-se o primeiro carro elétrico a liderar o mercado global automóvel na Europa, com um total de, praticamente, 25000 vendas.

DN/AFP
Tesla Model 3© Global Imagens

O Tesla Model 3 tornou-se o primeiro carro elétrico a liderar o mercado global automóvel na Europa, ao superar em setembro o Renault Clio e Dacia Sandero no pódio, segundo um relatório publicado nesta segunda-feira (25 de outubro) pela Jato Dynamics.

Enquanto as vendas de automóveis movidos a gasolina evoluem lentamente, a fabricante americana 100% elétrica vendeu 24.600 veículos da sua gama, 2,6% do total do mercado, superiorizando-se aos cerca de 18.300 Clio vendidos.

"É a primeira vez que um carro elétrico domina o mercado e também é uma primeira vez para um veículo produzido fora da Europa", destacou a Jato Dynamics, uma fornecedora global de inteligência britânica de negócios automóveis.

Essas vendas podem ser explicadas, em parte, por um aumento nas vendas da Tesla em setembro, mas também são um sinal promissor da eletrificação do mercado europeu.
No geral, as vendas de automóveis na Europa em setembro, voltaram aos seus níveis de 1995 com 718.598 automóveis novos vendidos.

O mercado ainda sofre as consequências da crise da covid-19, ao mesmo tempo que as fabricantes são afetadas pela escassez de componentes eletrónicos.
No entanto, enquanto as vendas de automóveis movidos a gasolina estão a cair, as matrículas de carros híbridos e elétricos estão a disparar.

No terceiro trimestre, na Europa, foram vendidos mais híbridos, híbridos recarregáveis e carros elétricos do que carros à gasolina.

"Além dos subsídios, as fabricantes ampliaram sua oferta (de híbridos e elétricos) com mais modelos e boas ofertas. Muitos deles prioritizam o seu stock de peças de reposição (...) para carros elétricos antes dos térmicos", disse Felipe Muñoz, da Jato Dynamics.

O novo SUV da Tesla, o Modelo Y, ocupa o segundo lugar no mercado de automóveis totalmente elétricos.

A Tesla dominou logicamente o ranking de elétricos em setembro, com uma participação no mercado de 24%, pouco à frente do grupo Volkswagen (22%), Stellantis (13%) e Hyundai-Kia (11%).
Todos os motores combinados, os SUV alcançaram uma participação recorde em setembro com 46,5% do mercado, segundo a Jato Dynamics.

"Se essa tendência continuar, as autoestradas da Europa logo poderiam parecer-se com as dos Estados Unidos, onde mais da metade dos carros novos vendidos são SUV", afirmou Muñoz.