Seis detidos em operação de "grande envergadura" da PSP de combate ao tráfico de armas

Operação "Scorpion" decorreu em Lisboa, Setúbal e Faro. Foram cumpridos cerca de 50 mandados de detenção e de busca domiciliária e não domiciliária. Cerca de 200 agentes da PSP estiveram envolvidos nesta ação.

DN
© Rui Oliveira/Global Imagens (Arquivo)

A PSP desencadeou esta sexta-feira uma operação de "grande envergadura" de combate ao tráfico de armas. A operação "Scorpion" começou às 05:00 e decorreu nos distritos de Lisboa, Setúbal e Faro.

Foram detidas seis pessoas e cumpridos cerca de 50 mandados de detenção e mandados de busca (domiciliária e não domiciliária), no âmbito desta operação que envolveu cerca de 200 agentes da polícia.

O superintendente Pedro Moura, em declarações à SIC Notícias, referiu que foi feita a "apreensão de diversas armas, nomeadamente seis armas de fogo, uma reprodução de arma de fogo, duas armas brancas, uma quantidade significativa de cocaína".

Foram também apreendidos quatro automóveis, três motociclos, computadores, telemóveis e uma quantia em dinheiro.

Pedro Moura referiu que as buscas terminaram e realizaram-se sem incidentes. As pessoas detidas "estão relacionadas com diversas atividades criminais" e ligadas a "algumas atividades noturnas".

"As armas detidas" seriam utilizadas "para a própria segurança dos visados e suspeitos, mas também para o cometimento de crimes, seja tráfico de armas ou a prática de outros crimes, como extorsão, coação, que estamos a investigar no âmbito das atividades deste grupo criminoso", afirmou.

Referiu que esta investigação teve início numa outra "que a PSP desenvolveu no ano passado, de armas que forma traficadas desde a Eslováquia para Portugal". Foram abertas "algumas linhas de investigação que foram automatizadas e agora esta nova investigação, cuja operação denominamos 'Scorpion", teve o nome de uma das armas que estava relacionada com as primeiras investigações.

A operação policial começou às 05:00 desta sexta-feira e esteve a cargo do Departamento de Armas e Explosivos da Direção Nacional da PSP, referiu a instituição em comunicado.

"No âmbito das suas competências de controlo de armas e explosivos e de investigação criminal, está desde as 05:00 do dia de hoje a executar uma operação policial de grande envergadura, em três distritos do país (Lisboa, Setúbal e Faro), para cumprimento de mais de cinco dezenas de mandados de detenção, mandados de busca (domiciliária e não domiciliária)", indicou a PSP na nota.

A investigação conta com a participação de efetivos policiais dos departamentos de Armas e Explosivos da Direção Nacional da PSP, de Investigação Criminal da PSP, do Comando Metropolitano de Lisboa, dos Comandos Distritais de Faro e Setúbal, da Unidade Especial de Polícia, através do Grupo de Operações Especiais e Corpo de Intervenção, e da Unidade de Intervenção da Guarda Nacional Republicana.