Incidente com jato privado em Lisboa afetou muitos voos

Para hoje, e de acordo com a informação disponível no site da ANA, está previsto o cancelamento de 41 voos (23 chegadas e 18 partidas).

DN/Lusa

O incidente com um jato privado e consequente encerramento da pista no aeroporto de Lisboa, na sexta-feira, afetou e fez divergir para outros aeroportos muitos voos da TAP, disse à Lusa fonte oficial da transportadora aérea.

"A pista no aeroporto de Lisboa não esteve operacional durante algumas horas na sexta-feira, 01 de julho, à tarde, devido a um incidente com um jato privado. Em consequência, muitos voos da TAP foram afetados e divergiram para outros aeroportos", afirmou a fonte da TAP.

Apesar dos "muitos voos impactados" e do período de alta temporada turística que se atravessa, a TAP assegura estar a fazer o seu "melhor para minimizar o impacto desta situação".

Na base desta resposta da TAP estão questões da Lusa sobre o número de voos com saída ou chegada prevista para Lisboa que no sábado foram cancelados ou sofreram atrasos e sobre os passageiros afetados.

Aos passageiros afetados por esta situação, a fonte oficial a companhia área indica que "deverão aguardar uma mensagem da TAP com um novo horário de voo".

De acordo com a ANA - Aeroportos de Portugal, no sábado foram cancelados 65 voos (40 chegadas e 25 partidas) "devido a um conjunto de constrangimentos em vários aeroportos europeus".

A ANA - Aeroportos prevê que durante o dia de hoje sejam cancelados 22 voos com destino e partida de Lisboa, apontando como uma das causas para esta situação os "constrangimentos" registados em vários aeroportos internacionais.

"Devido a constrangimentos em vários aeroportos internacionais, entre outros, estão previstos, para o dia de hoje, 22 voos cancelados - 11 chegadas e 11 partidas no Aeroporto Humberto Delgado [AHD]", disse à Lusa fonte oficial na ANA.

No 'site' da empresa, o número de voos com partida e chegada a Lisboa cancelados ou previsão de cancelamento é, porém, superior.

Em ambas as situações estão em causa voos operados sobretudo pela TAP.

Os atrasos e cancelamentos têm levado as pessoas a passar horas na fila dos balcões da TAP no aeroporto.