O "girassol" que beijava jogadores na televisão

Faz tudo em casa, desde cozinhar a restaurar móveis. Leva o filho aos bairros típicos de Lisboa e a andar de elétrico. A estrela de Rising Star é também uma jovem agricultora.

"É uma estrela a cantar o fado, dizem os amigos, que se fossem jurados do Rising Star lhe dariam nota alta. Desde domingo, Leonor Poeiras dá a cara pela nova aposta da TVI aos domingos à noite. Ao lado de Pedro Teixeira, foi chegar, ver e vencer. Gabriela Sobral, a aguerrida diretora de produção da rival SIC e presença constante ao lado da apresentadora, não hesita: "Foi a única vez que não fiquei chateada com a vitória da concorrência", diz, divertida, à Notícias TV.

Uma vitória que aconteceu uma semana depois da dolorosa perda da mãe. "Ela teria adorado ver a Leonor. Estava muito entusiasmada com o novo programa da filha", conta Gabriela Sobral. Marta Poeiras, irmã da apresentadora da TVI, acrescenta que o momento não está a ser fácil. "Elas tinham uma relação muito especial e emocional", adianta à nossa revista. Em criança, Nonô, como é carinhosamente tratada pela família e amigos, "era divertida, descarada e não tinha vergonha de fazer figura de parva", recorda.

Leonor Poeiras é a mais nova de cinco irmãos: Catucha, Inês, João e Marta. O pai, Artur, que trabalhou no Ministério da Educação, e a mãe, Milú, professora, viviam no Alto de Santo Amaro, em Lisboa, quando os filhos eram pequenos. "Passávamos o dia na rua a brincar e só íamos a casa, praticamente, para almoçar e jantar", recorda, acrescentando que a irmã "era boa aluna, mas um pouco relaxada".

A irmã da apresentadora diz que na adolescência "era reivindicativa" com os pais para sair à noite. "Conseguia tudo porque era charmosa." O charme prolongou-se pelos tempos de escola e universidade. Já na Católica, Leonor colecionava fãs. Quem o garante é a produtora Joana Sousa, colega de curso e que entrou ao mesmo tempo que ela na TVI. "Numa aula de técnicas de televisão, a Leonor ofereceu-se para apresentar uns prémios, agarrou num microfone e deu um show de comunicação. Aí percebi que tinha nascido para isto", recorda.

A produtora refere que a amiga "era muito popular" na universidade, destacando-se por "ser bonita e sorridente". Joana Sousa ainda se lembra "do casaco azul impermeável que, às vezes, usava e fazia-me lembrar um bebé grande". Os professores também se rendiam ao seu sorriso, lembra a amiga, quando ambas frequentavam aulas de italiano: "Às vezes chegava atrasada, mas fazia um sorriso tão grande que a professora adorava."

Os rapazes também andavam pelo beicinho com ela, desvenda Marta Poeiras. "Fazia cenas dramáticas quando os namoricos acabavam", denuncia. Conta que a irmã devia ter uns cinco anos "quando o pai entrou na sala e ela estava a beijar na boca um futebolista que falava na TV".

A jornalista da TVI Beatriz Jalón, que conhece Leonor Poeiras desde os tempos do Colégio de Santa Doroteia, em Lisboa, e ao lado de quem depois frequentou a Universidade Católica, recorda um outro episódio, em que a amiga foi "a rainha da noite" numa passagem do ano. "Estávamos na casa do meu pai e, à meia-noite, a Nonô subiu as escadas e anunciou que tinha uma surpresa. Cantou o fado da Mariquinhas, de Amália", conta.

A irmã Marta diz que ela "herdou da mãe" o dom de cantar o fado. Joana Sousa afirma que Leonor Poeiras "cantava num coro em miúda" e tem uma grande voz. "Uma vez, ela estava a cantar fado e gravei às escondidas. Foi genial!" A produtora da TVI refere que a apresentadora "é fã da Gisela João e faz-lhe os maiores elogios, para quem quiser ler, no Facebook".

Mãos de fada

"Se não fosse apresentadora, seria designer de interiores porque adora restaurar móveis. Tem uma grande habilidade para trabalhos manuais e faz umas flores de papel lindas. Tem um quadro enorme em casa com colagens", revela Gabriela Sobral. Joana Sousa também lhe conhece bem essa faceta: "É a minha artista plástica, já lhe encomendei um quadro. Pinta e faz colagens, sendo explosiva na forma como nos enche os olhos." Beatriz Jalón acrescenta: "Adora bricolage e decorar a casa. Tem uma casa giríssima. Além disso, também gosta de sair à noite para se divertir com os amigos, de dançar e de contar histórias." A jornalista realça ainda os dotes para a culinária da apresentadora. "Faz umas sopas ótimas, picanha no forno e inventa pratos." Já Joana Sousa revela: "Adoro o empadão dela."

Mais exigente, o chef Ljubomir Stanisic diz que a amiga "safa-se" na cozinha e que aprecia "pratos frios" e "não tem nojo" de comer "coisas estranhas, como ouriços". Já em relação a vinho, "prefere os brancos secos". Na culinária, Leonor Poeiras também é criativa. "Há dias mandou-me uma mensagem a dizer que tinha sonhado com um gelado de aipo e gaspacho de ervilhas."

Ljubomir conhece-lhe o gosto pelo campismo selvagem e por nadar nas barragens. "Vou arranjar-lhe uma autocaravana para ir de férias no verão para a costa vicentina", promete. O chef realça e admira a amiga "por não ter tiques de vedeta como a maioria das figuras públicas." A mesma opinião tem Gabriela Sobral. "Não é deslumbrada e tem os pés bem assentes no chão. É das pessoas mais bem formadas que conheci", diz Gabi, que trabalhou com Leonor durante nove anos na TVI. "Sempre achei que ela ia dar um salto gigante quando a TVI lhe desse esta oportunidade, porque se há gente que nasceu para comunicar é ela."

Também Júlia Pinheiro, que diz carinhosamente que a apresentadora é uma dos seus "pintainhos", não tem dúvidas: "Ela está na maturidade da coisa e a TVI tem muita sorte em tê-la. Já era tempo de ela se tornar uma apresentadora sénior."

Gabriela Sobral elogia ainda a "generosidade incrível" de Poeiras: "Cria sempre uma relação fantástica com as pessoas que estão no backstage [bastidores], desde maquilhadores a assistentes de realização, passando por técnicos, produtores e todo o resto. Por isso é tão querida no meio." E diz ainda que Leonor é uma "autodidata" e tem "espírito aventureiro". "Por isso aceitou desfilar para o Filipe Faísca na ModaLisboa e, se um dia a convidarem para um projeto de ficção, ela vai". A diretora de Produção nacional da SIC evidencia também outras qualidades: "Em relação à roupa sabe o que lhe fica bem. Decidiu mudar de imagem e cortou o cabelo, ficou com mais garra e energia. Tem capacidade de se reinventar e um gosto peculiar para a fotografia. A Leonor é uma jovem agricultora. Adquiriu um terreno agrícola e começou a construir um projeto", avança a amiga à Notícias TV.

Leonor Poeiras foi casada com Miguel Braga, de quem tem um filho, António, de seis anos. "Por ele move tudo e tem todo o amor", diz Joana Sousa. Beatriz Jalon acrescenta que "faz imensas atividades com o filho, leva-o a andar de elétrico e passeia com ele pelos bairros típicos de Lisboa". Já Ljubomir diz que Leonor Poeiras também faz "programas culturais e ligados à natureza" com o filho António.

Joana Sousa diz que a apresentadora é amiga com alma. "Às vezes, do nada, oferece-me uma flor ou deixa-me uma mensagem colada no computador, a dizer "Joana, gosto tanto de ti." Isto enche o coração de qualquer pessoa. Uma vez apanhou uma folha de outono cor-de-rosa e colou-a na minha janela." E finaliza: "A Leonor é um girassol, porque adora amarelo."

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG