"Este é o momento para dar a mão à Sara"

De regresso à vida ativa, 16 meses depois de ter sido detida por tráfico de droga, Sara Norte quer regressar ao ecrã. Mas haverá espaço para ela na TV? Responsáveis respondem.

"Quero trabalhar. Quero ser feliz." Foi com estas palavras que, quatro dias depois de sair em liberdade, após 16 meses detida no Centro Penitenciário de Algeciras, Espanha, Sara Norte disse a Fátima Campos Ferreira estar pronta para levantar os braços e voltar ao trabalho. Consciente das dificuldades que vai encontrar, a atriz anseia pelo regresso ao universo onde se deu a conhecer ao grande público. "Estou mais do que pronta. Quem é atriz é atriz sempre. E eu estou habituada a trabalhar desde pequenina e penso que nesta profissão não há qualquer enferrujamento", refere à Notícias TV Sara Norte.

Ausente de produtos da ficção desde 2008, ano em que fez uma participação especial na série juvenil Morangos com Açúcar, TVI, Sara Norte pede agora uma nova oportunidade. Mas haverá espaço para uma jovem condenada a 16 meses de prisão por tráfico de droga e que assumiu o consumo de substâncias ilícitas na televisão portuguesa?

"Penso que é preconceituoso achar que não há lugar para a Sara. Se, de repente, me aparecer um papel em que ache que ela se enquadra, apesar de ter atravessado uma fase difícil da sua vida, não é por isso que deixo de a colocar em cima da mesa", diz à nossa revista Patrícia Vasconcelos, diretora da ACT, escola de formação de Atores para Cinema e Televisão, e que há 23 anos escolhe rostos para produções em televisão, cinema e teatro. "A mim não me trava em nada que ela tenha tido esse problema. Já todos nós fomos adolescentes. Já deve ter sido difícil para ela tudo o que passou e as pessoas têm de lhe dar uma segunda oportunidade", acrescenta.

Já Rita Lello, que em 2003 e 2004 deu vida à mãe da personagem de Sara Norte na novela da RTP1 Lusitana Paixão, vai mais longe e defende que a segunda oportunidade deve ser dada no imediato. "Este é o momento para dar a mão à Sara. Ela vem fresquinha de um processo muito complicado. As pessoas fazem disparates quando são miúdas, o que não quer dizer que façam disparates para sempre", aponta a atriz, elogiando em seguida a experiência que a colega ganhou. "Ela já tem muito mais experiência de vida do que qualquer outro ator da sua geração. É importante porque dá lastro, dá profundidade aos atores", aponta a atriz que faz frequentemente direção de atores em novelas e séries e está neste momento à frente do elenco de Bem-Vindos a Beirais, RTP1.

SIC deseja-a em "Splash! Celebridades"

Desde a saída da prisão, Sara Norte já recebeu propostas para voltar ao trabalho, mas prefere não adiantar pormenores. "Sobre convites prefiro não comentar. Tenho várias propostas e vou analisá-las. Mas estou de férias até ao final da semana e só vou pensar nisso depois", revela à Notícias TV.

Habituada a dar vida a outras pessoas nas novelas e séries em que participou, a atriz pode agora regressar à televisão portuguesa a... saltar para a água. "Se ela quiser ir ao Splash! nós levamo-la. Gostava de a ter no programa", atira Gabriela Sobral, diretora de Produção da SIC, referindo-se às três emissões adicionais que a estação encomendou e que contarão com um novo leque de concorrentes. Independentemente de voltar ou não a trabalhar com Sara Norte, Gabriela Sobral não tem dúvidas de que merece novos desafios. "Ela é uma boa atriz, não vejo problemas. E acho que as pessoas têm todo o direito a uma segunda chance."

Por parte da TVI a resposta é a mesma. Há abertura para a ter num projeto do canal. "Se ela está no mercado e aparecer um papel para ela, porque não? Não há qualquer tipo de preconceito", frisa Helena Forjaz, diretora de Comunicação Institucional do Grupo Media Capital.

Já Tozé Martinho, autor de novelas e que assinou recentemente o argumento de Louco Amor, TVI, gostava de escrever uma personagem para Sara Norte. "Teria muito gosto em contar com ela num próximo trabalho que eu faça. E penso que qualquer papel lhe encaixaria bem, desde que para a idade e físico dela", frisa. Sara Norte, por sua vez, diz-se "pronta" e não veria problemas em desempenhar uma personagem que tivesse um passado semelhante ao dela. "Desde que a personagem me interessasse e fosse uma boa história, porque não?", conclui. A Notícias TV tentou obter um comentário de Hugo Andrade, diretor de Programas da RTP, mas tal não foi possível até à hora de fecho desta edição.

Ler mais

Exclusivos