Férias fora da caixa

O mundo mudou e as férias também. Já não precisa de decidir entre campo e praia, nem a praia e o campo são exatamente como eram na nossa infância. Fomos à procura de férias diferentes e encontrámos 18 ofertas turísticas para satisfazer quem quer viajar para se encontrar consigo próprio, ajudar comunidades locais, fomentar o comércio justo ou simplesmente estar mais perto da natureza. Tudo sem prejudicar o ambiente e em harmonia.

Célia Rosa

1. Ao ralenti

Passear de burro

em Trás-os-Montes

Ficar alojado no centro de uma aldeia típica em Trás-os-Montes, dar-se com as populações, viver os seus costumes e tradições, aprender a fazer alheiras e folares, subir montes, refrescar-se nas águas transparentes de rios e albufeiras, experimentar as artes e os jogos tradicionais, enfim, vestir a pele de um transmontano. De manhã cedo e à tarde, os passeios temáticos e os percursos terrestres são a tentação. Pode fazê-los a pé ou de bicicleta ou escolher um meio de transporte mais ancestral - o burro. Outrora muito importante para a realização de trabalhos agrícolas e transporte de pessoas e carga, o gado asinino já esteve ameaçado de extinção mas, nas últimas décadas, a espécie passou a ser protegida e a população cresceu graças ao lazer e ao turismo. Em Alfândega da Fé, o burro deixou de ser «as pernas dos homens do campo» para passar a ser as pernas dos turistas que passeiam entre os pomares de cerejas da Quinta da Tapada, sobem à serra de Bornes, pescam na barragem do Estevainha e se refrescam nas águas do rio Sabor. Sem pressas. O burro é que manda e em velocidade de cruzeiro caminha entre três e quatro quilómetros por hora. Experimente ficar alojado numa antiga casa típica transmontana ou numa das antigas escolas primárias (nas aldeias de Sendim da Serra, Gouveia, Vales, Covelas, Cabreira, Colmeais e Santa Justa) que foram restauradas e agora funcionam como habitação turística.

Alojamentos rurais a partir de 55 euros (programa de três ou mais noites) e passeios de burro a partir de 15 euros

Tel.: 279106823/919124766

www.mapaventura.pt

2. Em harmonia com a natureza

Na Islândia das auroras boreais

Oito dias, seis deles passados a caminhar, sete noites dormidas em albergues, estalagens, refúgios ou tendas. Entre geysers e rios de água quente, o frio das calotas, o azul do oceano, o branco dos glaciares, o preto das montanhas e das falésias, o verde dos vales, as cores garridas de Reiquejavique e das vilas e aldeias piscatórias. A Islândia é um país de contrastes e no verão veste-se de diferentes tonalidades. Muita cor para celebrar a vida selvagem, os monumentos naturais, os dias longos e as auroras boreais. A natureza em estado puro!

Costa Sul e Terras Altas da Islândia

A partir de 2380 euros (voos incluídos) Partidas até setembro. Tel.: 213950035/6

www.rotasdovento.pt

Trekking na Patagónia

Quinze dias para percorrer o melhor que a Patagónia e a Terra do Fogo têm para oferecer e para apreciar alguns dos mais belos cenários da natureza. Das montanhas do Fitz Roy, Cerro Torre e Torres del Paine, passando pelo glaciar Perito Moreno, estreito de Magalhães, canal Beagle até ao fim do mundo, em Ushuaia, o local que muitos dizem ser o mais belo do planeta.

A proposta é que faça a maior parte do percurso a pé (caminhadas diárias entre quatro e seis horas) e que pernoite em acampamentos ou albergues locais. Patagónia, Terra do Fogo, Argentina, Chile A partir de 1970 euros. Preço para estada (inclui alimentação e acompanhamento por guias argentinos) sem voos

www.nomad.pt | Tel.: 222018012

Acampar na Berlenga

A Berlenga tem 1500 metros de comprido, 800 de largura e um perímetro de quatro mil metros. É a maior ilha de um arquipélago pequeno na dimensão, enorme na riqueza da fauna e da flora. Para proteger a Reserva Natural das Berlengas, local de nidificação de aves marinhas raras e ponto de passagem de diversas aves migratórias, o acesso à ilha está condicionado a 350 pessoas por dia. Se quiser ter o privilégio de observar algumas das espécies raras e mergulhar nas águas transparentes da ilha, experimente acampar por uns dias no paraíso. Atenção, quem não tiver possibilidades de almoçar no restaurante, deve abastecer-se de mantimentos para as refeições antes de embarcar.

Área de campismo da Berlenga. Entre 1 de junho e 15 de setembro. Travessia para a ilha várias vezes por dia, a partir da marina de Peniche. Tem espaços para tendas de duas, três e quatro pessoas e capacidade máxima para 125 pessoas. Preço/dia para tenda de duas pessoas: 10,30 euros .

Marcação prévia pelo Tel.: 262789571 ou campismo.berlenga@cm-peniche.pt

Mergulhar nas baías da Deserta

A 15 milhas da ilha da Madeira há uma reserva natural ainda pouco conhecida, mas que é habitat natural de uma colónia de raros lobos-marinhos - os Monachus monachus - e centro de nidificação de aves igualmente invulgares. Falamos das Desertas, um conjunto de três ilhas de beleza invulgar, onde não se pode pernoitar, mas que devem ser visitadas por todos os que passam férias na Madeira. Durante a viagem, de hora e meia a duas horas, poderá observar golfinhos, baleias e tartarugas. Depois de ancorar na Deserta Grande, aproveite para nadar, mergulhar e relaxar nas baías de águas cristalinas e percorrer os trilhos da ilha em completa harmonia com a natureza.

A caravela Bonita da Madeira sai da marina da Quinta do Lord, no Funchal, às terças, quintas e sábado às 10h00 e regressa às 18h00. O passeio custa 80 euros e inclui almoço. Reservas e informações pelo Tel.: 291762218 | www.bonita-da-madeira.com

3. zen

Férias de ioga

É no interior do Alentejo, entre Santana da Serra e Odemira, que fica o Monte das Maravilhas. Na herdade de 8,5 hectares, entre figueiras, laranjeiras, oliveiras, vinha e muitas flores, há hóspedes afáveis que transmitem serenidade. Uns estão alojados numa das três casas, outros em tendas e rulotes. Uns vêm só para descansar ou para fazer caminhadas. Mas a maior parte chega para aprofundar o contacto com o corpo e a mente através dos cursos de ioga e meditação. As aulas estão a cargo de Atul Mulji, professor de ioga e terapeuta corporal. Além das lições de ioga, sobra tempo aos hóspedes para nadar na piscina de água salgada, caminhar, andar de bicicleta ou simplesmente ficar a ler um livro numa bela cama de rede. Ao som dos grilos e em comunhão com o meio envolvente.

A partir de 590 euros ou 490 euros, no parque de campismo da herdade

Inclui alimentação (refeições vegetarianas) Tel.: 283925397/964235864

www.montemaravilhas.com

Viagem espiritual a Bali

Quem gosta de associar lazer, estudo de culturas locais, práticas espirituais e descoberta interior tem a rara oportunidade de o fazer em Bali, na Indonésia. A proposta é da Associação Europeia das Terapias Orientais, que organiza retiros e viagens espirituais. Nestas férias, o dia começa pelas 06h30 da manhã com atividades de ioga, meditação e dança, que se prolongam até ao almoço. Tardes livres para praia, caminhadas, massagens ou o que quiser.

Inclui visitas aos templos Gunung Kawi e Besakih, na base do monte Agung (o maior vulcão da ilha), ao lago Danau Batur e a Goa Gajah (a chamada gruta do elefante). No final, os viajantes apresentarão um espetáculo que terá como tema o Sol e a Lua.

De 14 a 27 de outubro. Preço do programa: 690 euros (inclui alojamento e pequeno-almoço, caminhadas, aulas de ioga e dança) e exclui viagem e alimentação.

É preciso tornar-se sócio da Associação Europeia das Terapias Orientais

Tel.: 213149681/916383323

4. Animação em família

A minha quinta africana

Junte o útil ao agradável. Faça safaris a cavalo, observe girafas, elefantes, hipopótamos, leões e outros animais no seu espaço natural, admire o pôr do Sol africano, visite aldeias e mercados locais e fique hospedado numa quinta tradicional africana, a pouco mais de trezentos quilómetros de Joanesburgo, na África do Sul. Um programa para toda a família.

Quinta tradicional na África do Sul

A partir de 2140 euros

Programa para maiores de 4 anos

Tel.: +33 482539989

www.cheval-daventure.com

Dançar com golfinhos

Amistosos, inteligentes, fascinantes. A verdade é que ninguém resiste a um golfinho e são cada vez mais os que aproveitam a possibilidade de nadar com eles. Nos Açores, pode fazê-lo no meio natural, em pleno oceano Atlântico, e quem já o fez diz que é uma experiência única e mágica. A atividade faz-se com o golfinho comum, pintado, riscado, roaz e grampo e exige o respeito de algumas regras. Uma delas é deixar-se flutuar à superfície sem perseguir os animais, antes deixando-os aproximar-se, pois curiosidade é o que não lhes falta.

Lajes do Pico, Açores

Programa de oito dias, a partir de 595 euros (inclui alojamento e pequeno-almoço, cinco passeio no mar, acesso a todos os serviços da Base de Observação de Cetáceos dos Açores). Não inclui voos. Tel.: 292672010

http://www.espacotalassa.com

Cowboys por uma semana

Já pensou passar uma semana num rancho, nas montanhas do Wyoming, um estado norte-americano que faz fronteira com Montana e o Colorado? O ambiente é estilo «casa na pradaria» e as atividades propostas giram em torno do trabalho diá­rio no rancho (conduzir o gado ao pasto e trazê-lo de volta ao rancho), rodeos e passeios diários a cavalo nas montanhas.

Até 1 de outubro. Dez dias, todas as idades, a partir de 1930 euros

Tel.: +33 482539989

www.cheval-daventure.com

Verão na herdade do Esporão

Provas de vinho e azeite, petiscos alentejanos, piqueniques na vinha, passeios pedestres para observação de pássaros, visita às escavações e ao Museu Arqueológico dos Perdigões acompanhada por um arqueólogo e passeios de bicicleta são algumas das sugestões da Herdade do Esporão, em Reguengos de Monsaraz, para aproveitar os dias de verão.

Atividades de enoturismo do Esporão Passeio Avifauna a partir de 45 euros (inclui piquenique com petiscos alentejanos e prova de vinhos nos jardins) Programa escavações arqueológicas

a partir de 75 euros (inclui almoço e visita às vinhas, adegas e caves)

Tel.: 266509280 | www.esporao.com

Vindimas no Douro

No Douro vinhateiro, nas margens do rio Corgo, rodeada de hortas e jardins aromáticos, encontra-se a bela Quinta do Vallado. Um lugar ideal para fazer passeios a pé, de bicicleta, de barco ou de jipe. Descer pela encosta, seguir pelas margens do rio, subir ao miradouro da propriedade ou percorrer os caminhos por entre as vinhas são apenas alguns dos percursos que levam à descoberta do melhor que o Douro tem para oferecer. Em Setembro há um programa que convida a vindimar de manhã cedinho e a descansar no resto do dia. Piqueniques e passeios no rio, almoços leves na piscina, prova de vinhos nas caves, são alguns dos atrativos.

Quinta do Vallado, Peso da Régua

Preço para cinco noites: 1600 euros por quarto duplo (inclui refeições, sem bebidas, massagem de vinoterapia, passeio de barco e visita ao Museu do Douro)

Tel.: 254318081

www.quintadovallado.com.

5. No calor da aventura

A cavalo no deserto da Namíbia

Para quem sonha viver dias inesquecíveis num destino exótico, a Cheval d"Aventure, uma agência de viagens francesa especializada no turismo equestre, propõe safaris a cavalo. Por exemplo, à Namíbia. O percur so começa no Parque Nacional de Namib-Naukluft (1600 quilómetros ao longo do oceano Atlântico), leva-o às dunas de areia do deserto, as mais altas do mundo, passa por entre penhascos e montanhas doura das, por planícies verdejantes, marca encontro com elefantes, zebras e outros animais e ainda o conduz até ao mar. A rota cumpre-se em 17 dias, nove deles em montada, e a dormida faz-se em acampamentos e lodges de luxo. Grande parte das refeições são piqueniques e barbecues .

Safari a cavalo pela Namíbia

A partir de 4070 euros

Tel.: +33 482539989

www.cheval-daventure.com

Expedição científica à Antártida

Guarde as férias para fevereiro do próximo ano e parta numa expedição única à Antártida, a bordo de um navio científico. O «guia» da viagem é o cientista francês Dominique Raynaud, que dirige o labora tório de glaciologia e geofísica do ambien te da Universidade de Grenoble. A expedição sai de Ushuaia, na Terra do Fogo, em direção à Terra de Graham, na península Antártica, onde o navio ficará ancorado. Todos os dias sairão pneumáticos que levarão os visitantes entre glaciares até ao arquipélago Melchior, às ilhas Cuverville e Danco, às baías Andvord, Neko Harbour e Paraíso para observação das grandes colónias focas, elefantes-marinhos, pinguins, orcas e muitos outros animais. No regresso, paragem na base científica de Vernadsky. Uma viagem Grand Nord Grand Large.

Partidas a 1 e a 13 de fevereiro

O preço, 7950 euros , inclui pensão completa a bordo do navio, alojamento em cabina quádrupla, voos, transfers e uma dormida em Ushuaia. Não inclui gorjetas nem seguro. Tel.: +33 140460514

www.gngl.com

6. Desafio cultural

Explorar a Mongólia

Curiosidade pela descoberta, gosto pela aventura e contacto próximo das comunidades. Explorar a Mongólia com Pedro Gonçalves, um guia Nomad, é uma proposta atrativa. Venha conhecer um país de nómadas e paisagens intocadas, onde milhões de cavalos correm em total liberdade. Atreva-se por locais austeros e isolados habitados por pessoas hospitaleiras. Durma nos tradicionais gers . Entre em mosteiros budistas, suba dunas gigantes, visite mercados, observe o legado da presença soviética. Tudo em 17 intensos dias de viagem.

Partida a 22 de agosto. A partir de 1380 euros (inclui alojamento e alimentação durante o programa, transportes locais, acompanhamento de líder Nomad e transfers de aeroporto). Não inclui voos internacionais, entradas nos monumentos, visto e seguros. Tel.: 222018012

www.nomad.pt .

No reino do Butão

Bem no centro dos Himalaias, há um pequeno reino que é o reduto de um povo agricultor-pastor que conseguiu preservar os seus valores culturais e religiosos. Falamos do Butão, um país ainda desconhecido e que convida a viajar por culturas ancestrais. Recuar no tempo, conhecer templos-fortaleza, palácios e mosteiros e um povo tão misterioso quanto amistoso é o convite da Rotas do Vento para uma viagem inesquecível de 16 dias.

Partidas em setembro, outubro e novembro Preços a partir de 4240 euros (inclui voos, pensão completa e alojamento em hotel, estalagem ou tenda, transportes, serviços de guia, pessoal de apoio e transporte das bagagens durante os passeios a pé)

Tel.: 213950035/6

www.rotasdovento.com

Nos caminhos da transumância

Já imaginou seguir as pegadas dos pastores da serra da Estrela durante uma caminhada feita ao som do balir do rebanho, dos chocalhos e da música pastoril? A grande rota da transumância está de volta e oferece um espetáculo único e irresistível. É já em setembro que as ovelhas descem em direção à serra da Gardunha, em busca de pastos frescos, e a Câmara Municipal do Fundão convida-o a entrar na festa. Aproveite para visitar a vila de Alpedrinha, e deixe-se levar por Chocalhos, o festival que celebra a transumância com animação de rua, música e gastronomia regional. Para ficar alojado, nada melhor do que uma das 27 Aldeias do Xisto da região.

À Descoberta dos Caminhos da Transumância (só 16 de setembro): 6 euros ou 23 euros (com almoço). Chocalhos - Festival dos Caminhos da Transumância, em Alpedrinha, entre 14 e 16 de setembro

Tel.: 275779040 | www.transumancia.com

7. Voluntariado

Ao encontro dos outros

Quer ajudar a salvar o planeta? A WWF desenvolve projectos de conservação da natureza em mais de cem países e parte deles depende de trabalho voluntário. Ajudar a combater os diversos tipos de poluição que afectam o solo, a atmosfera, a água doce e os oceanos e procurar novas formas de utilização sustentável dos recursos do planeta é o desafio da maior ONG ambientalista do planeta. Neste momento, há necessidade de voluntários em Madagáscar (recife de Toliara, conservação de Simpona e gestão de recursos hídricos de Mahafaly Plateau). Mas as vagas estão sempre a abrir.

Informações em wwf.panda.org ou pelo

Tel.: +41 223649111/88 36 (Suíça)

A organização tem escritórios em vários países, incluindo Portugal:

Tel.: 918428829 | www.wwf.pt