Uma viagem, dois marcos históricos

Sabe quem deu a primeira volta ao mundo? E sabe quem descobriu fisicamente que a Terra é redonda e que todos os oceanos estão interligados? É verdade, foi um português que conseguiu estes dois feitos históricos, e na mesma viagem!

A 10 de agosto de 2019 fez 500 anos que Fernão de Magalhães e a Armada da Especiaria saíram do porto de Sevilha rumo às Ilhas Molucas, à procura do famoso cravo. Mas o que nenhum dos tripulantes das cinco naus desta armada espanhola sabia é que esta seria a primeira viagem de circunavegação do mundo, tocando em quatro continentes e atravessando três oceanos. Nem Fernão de Magalhães nem Juan Sebastian Elcano, o seu substituto no comando aquando da sua morte nas Filipinas, tencionavam dar a volta ao mundo, visto que as indicações que tinham era alcançar as Ilhas Molucas e regressar pelo mesmo caminho. Mas o que aconteceu na verdade foi que, ao atravessarem a América do Sul, foram alvo de muitos motins e revoltas por partes das tribos índias, inclusive quando atravessaram o tão conhecido Estreito de Magalhães, e por isso decidiram regressar a Sevilha pela Rota do Cabo da Boa Esperança, mesmo correndo o perigo de atravessarem território português. E assim conseguiram dar a volta ao mundo!

No entanto, para além de conseguirem esta proeza, alcançaram outro feito histórico. A 21 de outubro de 1520, ao atravessar a América do Sul pelo extremo meridional, Fernão de Magalhães demonstrou que existe um estreito de circulação (Estreito de Magalhães) entre o Oceano Atlântico e o Oceano Pacífico, ou seja, que a Terra é um planeta e não é plana, como se pensava na época. Assim, pela primeira vez uniam-se os cinco continentes através das ligações atlânticas e poderiam unir-se os povos.

E são precisamente os 500 anos desta viagem histórica e com tanta importância para o mundo como o conhecemos atualmente que se comemoram entre 2019 e 2022, visto que a primeira volta ao mundo seguida (1123 dias) aconteceu entre 1519 e 1522.

Para fazer jus à importância deste marco, em 2017 foi criada a Estrutura de Missão para as Comemorações do V Centenário da Circunavegação de Fernão de Magalhães, com o objetivo de organizar as comemorações deste meio milénio da primeira volta ao mundo. Assim, em articulação com instituições de ensino superior, instituições científicas, autarquias locais e outras entidades públicas e privadas, ao longo destes anos têm vindo a criar-se várias ações de comemoração, por vários países, para celebrar este marco da História.

Neste ano de 2020, as comemorações serão feitas no dia 20 de outubro para os mais jovens e no 21 de outubro para o público em geral, no Auditório Ciência Viva, e contam com um preenchido programa. Também para celebrar esta data especial, o Jornal de Notícias preparou um suplemento dedicado ao tema, para que fique a conhecer (ainda melhor) este feito histórico que mudou o mundo para sempre.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG