Windows 10 está no mercado e as reações são positivas

Especialistas dizem que vale a pena fazer a instalação, que é gratuita para a maioria dos utilizadores portugueses.

É oficial: o sistema operativo Windows 10 acaba de chegar ao mercado português e já está disponível gratuitamente para os utilizadores de Windows 7, 8 e 8.1 que reservaram as suas cópias. A maioria dos consumidores portugueses usa uma destas versões (68,73%, segundo a StatCounter) pelo que não terão de pagar pelo upgrade, que será gratuito para sempre desde que a instalação seja feita até julho de 2016. O produto chega aos retalhistas, em formato pen USB e disco, a 20 de agosto.

"A expectativa é chegarmos a um milhão de máquinas em Portugal a correr Windows 10 nos próximos anos, entre upgrades e os novos computadores que vão progressivamente chegar ao mercado", explica a Microsoft Portugal ao DN. Nos últimos meses, 16 mil portugueses estiveram a testar o sistema, num total de 5 milhões de insiders em todo o mundo.

Má notícia para os consumidores é que a assistente digital Cortana (semelhante à Siri) não estará, para já, disponível. "A Cortana estará em português de Portugal no futuro, mas não temos ainda a data em que isso vai acontecer", esclarece a Microsoft. "A assistente vai gradualmente aprendendo novas línguas e o contexto local, por isso levará algum tempo mas será uma evolução progressiva." Português do Brasil chega no final do ano.

Uma das aplicações locais que já estão disponíveis é a MeoGo, que beneficiará do facto de todas as apps serem agora universais - isto é, funcionam de forma transversal em computador, tablet e smartphone. As outras novidades são o regresso ao ambiente de trabalho familiar, que tinha desaparecido no Windows 8, o navegador de internet Edge (que substituiu o Internet Explorer), a possibilidade de se autenticar via reconhecimento facial em vez de palavra-passe, com o Hello. Introduz também a aplicação de música Groove e uma relação estreita com a consola Xbox One.

Para assinalar o lançamento, que decorreu ontem em 190 países, a Microsoft organizou festas em 13 cidades, desde São Paulo a Londres. A marca lançou uma campanha de publicidade global e o mote #UpgradeYourWorld, para agregar os comentários nas redes sociais.

O vice-presidente do grupo de mobilidade da consultora Gartner Steve Kleynhans diz ao DN que o sistema foi bem testado, mas adverte que "nada é perfeito e podem surgir alguns problemas." Aconselha a evitar a instalação se tiver alguma coisa importante em mãos (como um trabalho para entregar). "Antes de fazer o upgrade, o utilizador deve assegurar-se de que tem muito espaço livre no disco e limpar o computador de aplicações que já não usa." As reações dos especialistas e testers têm sido sobretudo positivas, recomendando o upgrade.

Ainda assim, a Gartner prevê que a venda de computadores decline 4,4% neste ano, depois de derrapar 9,5% no segundo trimestre. Só em 2016 o mercado voltará a crescer, e de forma tímida. Mas o que a Microsoft quer é levar os programadores a desenvolverem mais apps para a Windows Store, agora que o ecossistema será maior (e o motivo pelos quais o Windows 10 é gratuito). Kleynhans acredita que será difícil, porque os programadores fazem apps específicas para os smartphones e nem pensam em PC. "A exceção poderá residir nos programadores de jogos casuais, visto que toda a gente gosta de jogar, em todos os aparelhos."

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG