Vítimas de acidentes de viação desceram 10,5% em 2012

Este ano morreram 580 pessoas nas estradas portuguesas, registaram-se 2.033 feridos graves e 35.727 feridos ligeiros.

Segundo a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) é necessário recuar até à década de 50 para se encontrar um valor inferior a 600 vítimas mortais.

Contudo, assinala a ANSR, nessa época existiam cerca de 150.000 veículos ligeiros e pesados em circulação, enquanto que o parque automóvel seguro, em 2011, era superior a 6.000.000 veículos.

Na última década, e tendo por base os valores registados em 2003, "pode-se concluir que se salvaram 4.748 vidas e evitaram-se 15.004 feridos graves", conclui a aquele organismo, que hoje divulgou o balanço provisório da sinistralidade rodoviária.

Em 2012 registaram-se, em média, 2 mortos e 6 feridos graves por dia, ou seja, menos de metade do que o verificado em 2003, em que houve aproximadamente 4 mortos e 13 feridos graves por dia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG