Vieira da Silva garante que nunca convidou Nobre

O dirigente socialista Vieira da Silva afirmou hoje, "solene e definitivamente", que o PS nunca convidou o ex-candidato presidencial Fernando Nobre para algum lugar político e que apenas esteve com ele "num jantar de pessoas conhecidas".

Vieira da Silva falava em conferência de imprensa, tendo ao seu lado João Tiago Silveira - dois dos dirigentes socialistas que estiveram presentes num jantar privado com Fernando Nobre e que agora gerou dúvidas sobre o alegado interesse do PS em promover uma aproximação política com este ex-candidato presidencial independente.

Na conferência de imprensa, Vieira da Silva assumiu que se encontrou com o presidente da AMI no passado dia 4, "num jantar em que foram debatidas diversas questões".

"Foi um jantar de pessoas conhecidas. Gostaria de reafirmar solene e definitivamente que, nesse encontro, ou em qualquer outro que tenha conhecimento, não foi feito nenhum convite ou sondagem ao dr. Fernando Nobre para ocupar algum lugar político da responsabilidade do PS", declarou o também ministro da Economia.

Com estas palavras, Vieira da Silva disse que pretende que "não reste mais nenhuma dúvida" a propósito do encontro que teve com o candidato presidencial que ficou em terceiro lugar nas últimas presidenciais, com cerca de 14 por cento dos votos.

Vieira da Silva disse mesmo estar a dar a conferência de imprensa "com alguma incomodidade". "Não é meu hábito ter a necessidade de reafirmar o que já disse publicamente. Não foi feito nenhum convite, nem foi feita nenhuma sondagem, nem para lugares de candidato a deputado, nem para qualquer outro cargo público", salientou.

Sobre as razões que o levaram a ter um encontro com Fernando Nobre, o dirigente socialista alegou que o presidente da AMI "foi um candidato presidencial com algum significado e teve um apoio político de muitos militantes e simpatizantes do PS".

"Nesse quadro era perfeitamente normal que com ele debatêssemos a visão que ambos tínhamos sobre a situação política", justificou.

Na conferência de imprensa, Vieira da Silva referiu ainda que, nesse jantar, de 4 de Abril passado, Fernando Nobre transmitiu que não tencionava ocupar qualquer lugar político.

"Não estou aqui a revelar qualquer inconfidência, porque essa foi a posição que tinha sido afirmada publicamente por Fernando Nobre poucos dias antes desse jantar se ter realizado", alegou Vieira da Silva.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG