"Vaga de frio poderá ter efeitos nefastos na saúde"

"A vaga de frio que se espera para os próximos dias poderá vir a ter efeitos nefastos na saúde. Sobretudo porque é o primeiro choque térmico do ano", disse ao DN Costa Alves, meteorologista reformado com larga experiência na área.  

De acordo com este especialista, os problemas que poderão resultar para a saúde, sobretudo para as populações mais sensíveis (crianças, idosos, doentes) tornam-se mais preocupantes tendo em conta que "esta é uma vaga de frio muito prematura".

Costa Alves, acrescenta que o frio que está previsto para os próximos cinco dias (ver notícia relacionada) , "não seria tão preocupante que fosse em finais de Janeiro ou princípios de Fevereiro". Isto, porque é a época normal de baixas temperaturas e o corpo já foi habituando, aos pouco, à descida da temperatura.

O meteorologista lamenta ainda que "Portugal tenha pouca experiência para enfrentar vagas quer de frio quer de calor". E dá como principal exemplo o facto de "as nossas habitações não estarem construídas para fazer face a pico de frio nem de calor". Frisa ainda que as condições económicas das pessoas não permitem equipar as casas de modo a adaptá-las às variações térmicas, quando estas são acentuadas.

VEJA AQUI as previsões de tempo para os próximos dias.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG