Uma pessoa morreu hoje em despiste na A1

Acidente obrigou ao corte de trânsito no sentido na via da direita no sentido norte-sul.

Uma pessoa morreu hoje na autoestrada 1 (A1), na zona da Mealhada, em consequência de um despiste, elevando para três as vítimas mortais da operação "Ano Novo", disse à agência Lusa fonte da Guarda Nacional Republicana.

A mesma fonte adiantou que o acidente ocorreu às 12:10 e está cortada ao trânsito a via da direita da A1 no sentido norte-sul.

Segundo a GNR, os meios ainda estão no local e apenas esteve envolvido no acidente o carro ligeiro que se despistou.

O oficial de operações no Comando-Geral da GNR adiantou que aumentou para três o número de vítimas mortais no âmbito da operação "Ano Novo", que começou na sexta-feira.

No primeiro dia da operação "Ano Novo", os 240 acidentes ocorridos nas estradas fiscalizadas pela GNR fizeram dois mortos e 99 feridos ligeiros.

No sábado, aquela corporação não contabilizou qualquer morto nas estradas, tendo os 149 desastres resultado num ferido grave e em 45 feridos ligeiros.

A GNR intensifica, desde sexta-feira e até ao dia 02 de janeiro, o patrulhamento rodoviário nas vias de maior tráfego no âmbito da operação "Ano Novo".

Segundo a GNR, o reforço do patrulhamento nas estradas tem como objetivo "prevenir a sinistralidade rodoviária, garantir a fluidez do tráfego e apoiar todos os utentes das vias, no sentido de lhes proporcionar uma deslocação em segurança".

Exclusivos

Premium

Legionela

Maioria das vítimas quer "alguma justiça" e indemnização do Estado

Cinco anos depois do surto de legionela que matou 12 pessoas e infetou mais de 400, em Vila Franca de Xira, a maioria das vítimas reclama por indemnização. "Queremos que se faça alguma justiça, porque nunca será completa", defende a associação das vítimas, no dia em que começa a fase de instrução do processo, no tribunal de Loures, que contempla apenas 73 casos.