Três clínicas dentárias suspensas pelo regulador

Três clínicas dentárias, nos arredores de Lisboa, foram hoje suspensas por alegadas ilegalidades e questões higio-sanitárias, informou a Entidade Reguladora de Saúde (ERS).

A atividade da Popularsenso - Clínica Medica-Dentária, em Alverca, da Entrerisos - Unipessoal, no Cacém e a da Clínica Dentária Popular de Odivelas foi suspensa.

Estas clínicas foram suspensas com "caráter imediato" no âmbito de uma ação do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) ao grupo Clínica Dentária Popular, ao qual pertencem as três clínicas, e que contou com a colaboração da ERS e da Ordem dos Médicos Dentistas.

A Clínica Dentária Popular de Odivelas foi suspensa pela Delegação de Saúde, "já que em causa estavam questões higio-sanitárias", refere o comunicado, enquanto as outras duas unidades foram suspensas pela ERS.

Numa clínica foram detetados medicamentos não autorizados em Portugal e noutra, medicamentos fora do prazo.

Em duas unidades do grupo foi verificado o "exercício ilegal da profissão, por falta de inscrição na respetiva ordem profissional",

"Esta operação teve por base a suspeita de inobservância dos requisitos legais e regulamentares inerentes ao funcionamento dos estabelecimentos prestadores de cuidados de saúde, na área da medicina dentária", explica a nota.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG