Torres de refrigeração da ADP na origem do surto de legionela

Todas as torres de refrigeração de empresas da área tinham sido encerradas no fim de semana de 8 e 9 de novembro.

A fonte do surto de Doença dos Legionários que afetou a região de Vila Franca de Xira foi encontrada: o diretor-geral da saúde revelou hoje que as bactérias encontradas nos doentes são semelhantes às detetadas numa torre de refrigeração da empresa Adubos de Portugal (ADP). O surto fez mortos e afetou 336 pessoas.

A revelação foi feita por Francisco George durante um encontro da equipa criada para lidar com a infeção por legionela. O presidente do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA), também presente no encontro com os jornalistas, reiterou que "existe semelhança entre a legionela encontrada numa das torres de refrigeração da empresa Adubos de Portugal" e a detetada nos doentes.

Contactada pela Lusa, a empresa Adubos de Portugal escusou-se a comentar o assunto. À Câmara Municipal de Vila Franca de Xira já tinham chegado pelo menos dois pedidos de aconselhamento jurídico para processar os responsáveis pelo surto.

Todas as torres de refrigeração das empresas da área tinham sido encerradas, por precaução, no fim de semana de 8 e 9 de novembro, quando se registaram as primeiras mortes.

O ministro da Saúde, Paulo Macedo, tinha admitido logo no dia 11 que a empresa Adubos de Portugal estava a ser alvo de uma investigação mais profunda, quanto à origem do surto de legionela, sem descartar outras hipóteses.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG