Supremo confirma três anos para Afonso Dias

Afonso Dias vai cumprir pena de três anos de prisão efectiva pelo rapto de Rui Pedro, a criança desaparecida na Lousada, em 1998.

O Supremo Tribunal de Justiça confirmou esta quinta-feira a condenação da Relação do Porto e o arguido vai ter agora de cumprir pena de prisão. Porém, os juízes conselheiros reduziram a pena em seis meses, já que na Relação do Porto o arguido tinha sido condenado a três anos e meio.

Segundo Ricardo Sá Fernandes explicou ao DN; "é muito injusto mas sinto-me feliz por ter contribuído para fazer um pouco de Justiça", disse o advogado da família da criança desaparecida.

Já o advogado de Afonso Dias, Paulo Gomes, admitiu que o seu cliente "está estupefacto com a decisão e destroçado. Ele e a família dele", acrescentou ao DN.

A decisão teve apenas um voto vencido por parte de um magistrado qque considerou estar em causa um crime de abuso sexual tentado e não o de rapto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG