Touro abatido ilegalmente em Monsaraz

O abate do touro não foi presenciado pela assistência por o animal ter sido coberto com um pano escuro.

Um touro foi hoje à tarde abatido ilegalmente na vila medieval de Monsaraz, no Alentejo, no final de uma novilhada popular, cumprindo uma tradição reivindicada pela população local.

A estocada final foi dada cerca das 19:45, depois de o touro ter sido laçado e preso ao muro da arena improvisada, na antiga praça de armas do castelo de Monsaraz, histórica povoação localizada nas margens da albufeira de Alqueva.

O abate do touro não foi presenciado pela assistência que enchia o castelo (perto de 2000 pessoas), por o animal ter sido coberto com um pano escuro.

Apesar da proibição do espectáculo, por não lhe ter sido reconhecido o carácter de excepção previsto na legislação, a população de Monsaraz voltou a cumprir a promessa de manter a tradição que reivindica de matar um touro no final da novilhada.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG