PSP considerado "líder" do grupo está a ser ouvido

O agente da PSP considerado o "líder" do grupo suspeito de tráfico de droga e segurança privada ilegal começou a ser ouvido no Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa cerca das 17:45 deste domingo, segundo fonte judicial.

O quinto elemento do grupo é um agente da zona de Cascais considerado o "líder" da organização que, segundo as autoridades, protegia alguns suspeitos ligados ao tráfico de droga, perseguindo os seus concorrentes, entre outros crimes.

O processo está a ser liderado pelo juiz Carlos Alexandre que, no sábado, ouviu um chefe de esquadra e um subcomissário da Divisão Criminal de Cascais da PSP.

Hoje, foram ouvidos o único detido que não pertence à polícia e um outro agente.

As eventuais medidas de coacção só serão conhecidas depois de o juiz ter ouvido todos os detidos.

No sábado, o interrogatório só terminou cerca das 22:00 e à saída, os advogados recusaram-se a prestar declarações.

Os cinco detidos têm idades entre os 32 e 47 anos e são todos do Comando Metropolitano de Lisboa, designadamente da zona de Cascais. Os polícias constituídos arguidos estão ainda no ativo, podendo vir a ser alvo de processos disciplinares.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG