Protesto contra despejo termina sem incidentes

A manifestação contra o despejo de uma casa ocupada na Rua de São Lázaro, em Lisboa, terminou sem incidentes, depois de revistadas e identificadas as pessoas cercadas pela polícia de choque em frente à Igreja dos Anjos.

Alguns elementos do Corpo de Intervenção da PSP começaram a revistar os manifestantes, um a um, mandando-os encostar à porta da igreja, depois de despejarem os bolsos, passando-os em seguida para o lado de fora do perímetro.

Quando já estavam poucos manifestantes dentro do perímetro estabelecido pela PSP, os que se encontravam do lado de fora recomeçaram a tocar tambores, a dançar e a bater palmas.

Os cerca de 50 elementos da polícia de choque mantiveram-se no local até os manifestantes dispersarem em direção ao Rossio.

O protesto começou às 19:00, no Martim Moniz, com cerca de 200 pessoas, que subiram a Rua da Palma e depois a Avenida Almirante Reis, até à Igreja dos Anjos.

No caminho, fizeram uma paragem na Travessa do Cidadão João Gonçalves, para uma vaia ruidosa em frente às instalações da Câmara Municipal de Lisboa, que hoje de manhã ordenou o despejo da casa da Rua de São Lázaro.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG