Professora acusada de bater nas crianças foi suspensa

A professora da Escola Básica de Fitares, Rio de Mouro, Sintra, acusada na sexta-feira de bater nas crianças foi hoje suspensa, disseram alguns dos pais dos alunos.

Na sexta-feira, os pais afirmaram à agência Lusa que os alunos têm receio da professora que começou a dar aulas na Escola Básica 1/ Jardim-de-Infância de Fitares apenas em Abril, e acrescentaram que vão avançar com uma queixa na Direcção Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo (DREL-LVT). Segundo os pais, depois de uma reunião que decorreu hoje com a directora do agrupamento de escolas, foi-lhes comunicado que "a professora foi suspensa e que se encontra na escola a fazer trabalhos" administrativos.

"Éramos vários pais e quase todos tinham as mesmas queixas. Só no dia em que uma menina levou um estalo, mais quatro também levaram. A professora foi suspensa de dar aulas até se resolver o que se faz", disse à Lusa, Lurdes Luís, mãe de uma das crianças de seis anos da turma. Segundo a mãe, esta já é a quinta professora colocada na turma durante este ano lectivo, em substituição de uma docente que se encontra de baixa.

Na sexta-feira, Telma Ramos, mãe de uma das alunas da turma B do primeiro ano, disse à Lusa que a sua filha "sofreu várias escoriações e dois derrames na cara", depois de ter "levado uma bofetada" da professora. A Lusa tentou contactar a directora da escola mas esta mostrou-se incontactável.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG