Processo sobre actuação policial no caso da idosa morta

A Inspecção-Geral da Administração Interna assegurou hoje, sexta-feira, ter aberto um processo administrativo para acompanhar a intervenção da PSP e da GNR no caso da idosa que terá falecido há nove anos na sua habitação na Rinchoa, Sintra.

Numa nota enviada à agência Lusa, a Inspecção-Geral da Administração Interna confirmou que foi aberto um processo administrativo (PA 96/2011) para "acompanhamento do caso no que concerne à intervenção dos agentes policiais".

Na terça-feira foi encontrada dentro do seu apartamento uma idosa que estava desaparecida desde 2002, na Rinchoa, Sintra, depois de as autoridades policiais terem arrombado a fechadura da habitação a pedido da nova proprietária que o tinha adquirido num leilão das finanças.

Uma vizinha e familiares têm afirmado que tentaram durante anos que as autoridades arrombassem a fechadura do imóvel, dado o desaparecimento, o que nunca veio a acontecer.

O Instituto Nacional de Medicina Legal (INML) faz hoje a perícia ao corpo da idosa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG