Plano director do novo aeroporto aprovado com restrições

O Ministério do Ambiente deu "luz verde" ao plano director de referência do novo aeroporto de Lisboa, tendo dado um parecer "favorável condicionado", segundo a Declaração de Impacto Ambiental (DIA).

No documento, emitido na quinta-feira, o secretário de Estado do Ambiente faz depender a "luz verde" dada ao projecto, que abrange os concelhos de Benavente (freguesia de Samora Correia) e do Montijo (freguesia de Canha), do cumprimento de várias condicionantes, medidas de compensação e de minimização - 52 ao todo (ver artigo relacionado).

No que respeita às medidas de minimização, a DIA refere que deve ser criado um "dispositivo" para o atendimento de reclamações, sugestões e informação sobre o projecto, que deverá estar operacional antes do inicio da obra e manter-se em funcionamento até ao fim da mesma.

O novo aeroporto de Lisboa representa um investimento de cerca de 4,9 mil milhões de euros (incluindo a construção e o valor a investir no período da concessão).

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG