Pescador morre ao cair de falésia com mais de 130 metros

Um homem morreu, nesta quinta-feira, cerca das 18.00 horas, ao cair de uma falésia considerada de elevado risco com mais de 130 metros de altura, quando regressava da pesca do sargo, na costa vicentina, num sítio conhecido por «Caixões», entre as praias do Murração e da Barriga, na zona norte do concelho de Vila do Bispo, "após se ter sentido mal", segundo o amigo que com ele se encontrava no local e a quem deu sinal nesse sentido.

Fernando Sequeira, 45 anos, natural de Silves, sentiu-se mal, segundo um amigo, quando regressavam, nesta quinta-feira, cerca das 18.00 horas, da pesca do sargo, no sítio dos «Caixões», entre as praias do Murração e da Barriga, na zona norte do concelho de Vila do Bispo. É a décima quarta queda registada, em 2013, em falésias da Costa Vicentina, no Algarve, e a terceira mortal.

O pescador estava a cerca de quarenta metros desde o alto da falésia. De repente, ao sentir-se mal, acabou por resvalar ao longo de mais de cinquenta metros nos rochedos, tendo ficado imobilizado a cerca de trinta metros da água. A operação de resgate da vítima demorou cerca de quatro horas, tendo terminado por volta das 22.00 horas. Obrigou os Bombeiros Voluntários de Vila do Bispo a mobilizar um total de 14 elementos com a equipa de salvamento em grande ângulo e cinco viaturas, uma das quais uma ambulância. Quatro desses elementos, incluindo o comandante, Joel Ramos, tiveram de descer a cem metros de altura para recuperar o corpo.

"Trata-se de um local de acesso muito difícil, pelo que devido à perigosidade da situação decidi eu próprio ali descer. Tivemos de efetuar uma descida em duas fases após ficarmos num patamar a cinquenta metros de altura. Quando chegámos, a vítima tinha várias escoriações no crânio e na face e já não apresentava sinais vitais", contou ao DN o comandante dos Bombeiros Voluntários de Vila do Bispo, Joel Ramos.

Depois de uma avaliação a cargo de profissionais de saúde de uma ambulância Suporte Imediato de Vida (SIV) e de uma Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Lagos, o corpo do pescador lúdico acabou por ser levado numa ambulância dos Bombeiros Voluntários da Vila do Bispo para o Gabinete Médico-Legal do Hospital do Barlavento, em Portimão, onde será autopsiado.

De acordo com informações recolhidas pelo DN, é a décima quarta queda registada, em 2013, em falésias da Costa Vicentina, no Algarve, e a terceira moral.

Foi o segundo acidente fatal envolvendo pescadores lúdicos no espaço de apenas dois meses depois de um médico veterinário, de 30 anos, ter falecido, no dia 05 de Setembro, na área de Vela da Telha, junto à zona da Arrifana, no concelho de Aljezur ao desequilibrar-se quando descia uma ravina.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG