Ocupas de S. Lázaro têm 10 dias para abandonar espaço

O edifício da Câmara de Lisboa ocupado desde 25 de abril, em solidariedade com a Es.col.A do Porto, recebeu ontem a notificação de despejo.

O site do Tugaleaks "confirma (infelizmente) que as pessoas que ocupam a Rua de São Lázaro, nº 94, receberam uma nota de despejo datada de dia 2. Têm 10 dias para abandonar o local".

"Esta ocupação foi inicialmente criada como apoio ao despejo do Es.Col.A da Fontinha mas depressa criou um espaço próprio onde se faziam várias actividades conforme já reportado no Fórum Tugaleaks", pode ainda ler-se no portal da Internet.

O comandante da Polícia Municipal confirma à agência Lusa que foram notificadas as pessoas que se encontravam na casa da rua de São Lázaro e foi afixado o aviso na porta: "Vamos atuar a partir dos 10 dias, mas pode não ser necessário se o edifício for desocupado".

André Gomes sublinhou que depois desses 10 dias, o prazo inscrito legalmente, a polícia poderá atuar em qualquer altura e que o aviso "abrange todas as pessoas que estejam no edifício".

Na Internet é feito um apelo à solidariedade para com o projeto e o Fórum do Tugaleaks afirma que, "a contar as datas lineares, será dia 12, dia de uma manifestação onde Lisboa pode ser tomada de 'assalto' pelas mesmas pessoas que organizaram o 15 de Outubro, protestos estes que são internacionais ou pouco por toda a Europa ou até fora da Europa. Dia 12 haverá então duas batalhas: a batalha pelas ruas, e a batalha para não ficarem na rua. Em São Lázaro nº 94".

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG