Ministro voltaria a assinar depacho de abate de sobreiros

O antigo ministro da Agricultura Costa Neves disse hoje, no julgamento do caso Portucale, que voltaria a assinar o despacho que permitiu o abate de sobreiros para a construção de um empreendimento turístico na Herdade da Vargem Fresca.

O antigo ministro da Agricultura do governo liderado por Pedro Santana Lopes (coligação PSD/CDS), que depôs hoje como testemunha em tribunal, assinou o despacho que autorizou o abate de mais de dois mil sobreiros (espécie protegida em Portugal) naquela herdade em Benavente.

Hoje, Costa Neves garantiu que voltaria a fazer o mesmo, explicando que fundamentou a decisão com o "interesse público do empreendimento", o "parecer técnico favorável da Direção Regional dos Recursos e Florestais" e com a "garantia de emprego e de uma outra atividade económica nos mesmos terrenos".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG