Lar encerrado por falta de condições, idosos realojados

Um lar ilegal na Merceana, concelho de Alenquer, foi encerrado por falta de condições sanitárias e de higiene, tendo os idosos ficado à guarda das famílias ou de outras instituições da zona, revelaram hoje as entidades ligadas à investigação.

"Não se tratava de um lar, mas de uma casa particular que albergava idosos", afirmou Manuela Sousa, delegada de saúde-ajunta do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Oeste Sul. Durante a acção de fiscalização, Manuela Sousa descreveu que foram encontrados "baldes a servir de sanita", "escadas perigosas sem grades de protecção", "animais misturados com pessoas" e "tomadas eléctricas a dar choque". "Encontrámos uma grande desarrumação e uma grande sujidade", disse.

Na sequência de uma denúncia ao Ministério Público, o Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Alenquer efectuou uma operação de fiscalização, em conjunto com técnicos da Segurança Social e da delegada de saúde, que promoveram o encerramento do lar e identificaram o seu proprietário, revelou a GNR em comunicado.

Três dos cinco idosos, com idades entre os 80 e os 95 anos, foram entregues às famílias e dois realojados em instituições da região. A GNR revelou também que foram encontrados 24 cães no canil da habitação, o qual "não tinha condições para albergar os animais". Neste sentido, foram levantadas contra-ordenações e processo seguirá agora as vias judiciais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG