PSD/Lisboa critica decisão de não candidatar Lisboa

O presidente da concelhia do PSD-Lisboa, Mauro Xavier, criticou hoje a decisão do presidente da câmara municipal de não candidatar a cidade ao Euro 2020, afirmando que, "por razões económicas, é uma má decisão".

"O PSD acha claramente que é uma decisão negativa e má para a cidade. É mau para o turismo na cidade. Lisboa tem vindo a ser reconhecida nos últimos tempos como um destino muito importante, quer no espaço europeu quer no espaço internacional, e aqui tínhamos uma oportunidade tremenda de alavancar o turismo em Lisboa", disse à Lusa.

Além disso, o social-democrata defende que um conjunto de pequenas e médias empresas (PME) não vai poder usufruir dos visitantes do Euro 2020.

Por isso, considera que, "por razões económicas, é uma má decisão".

Mauro Xavier lembrou ainda que o "investimento principal já está feito", com a construção dos estádios e das acessibilidades para o Euro 2004, pelo que "era uma oportunidade também de rentabilizar um investimento já feito".

"Entendemos que o presidente da câmara só pode estar preocupado com outras questões que não a cidade de Lisboa para ter tomado esta decisão. Preocupa-nos muito. Se o PSD estivesse na liderança da câmara municipal, claramente que um fator de aposta era o Euro 2020", afirmou.

O presidente da concelhia do PSD-Lisboa disse ainda não ter ficado surpreendido com a decisão de António Costa, porque "para haver uma candidatura, ela tinha de começar a ser preparada há quatro ou cinco meses" e não foi.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Legalização do lobbying

No dia 7 de junho foi aprovada, na Assembleia da República, a legalização do lobbying. Esta regulamentação possibilitará a participação dos cidadãos e das empresas nos processos de formação das decisões públicas, algo fundamental num Estado de direito democrático. Além dos efeitos práticos que terá o controlo desta atividade, a aprovação desta lei traz uma mensagem muito importante para a sociedade: a de que também a classe política está empenhada em aumentar a transparência e em restaurar a confiança dos cidadãos no poder político.