Oito milhões de cigarros apreendidos no porto de Sines

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) anunciou hoje a apreesão, no porto de Sines, de um contentor de tabaco proveniente dos Estados Unidos, com oito milhões de cigarros contrabandeados, informou hoje a Secretaria de Estado dos Assuntos Fiscais.

Em comunicado, a Secretaria de Estado dá conta de que a apreensão aconteceu na semana passada e que se suspeita que o destino do tabaco seria Espanha.

A autoridade aduaneira suspeitou dos dados declarados e, à chega do navio e após um controlo rigoroso, confirmou que o contentor transportava oito milhões de cigarros que se encontravam preparados para serem introduzidos em livre prática a coberto de falsas declarações, uma vez que o indicado era que continha aparelhos de iluminação de plástico.

Segundo as autoridades, as duas primeiras paletes continham 16 caixas de aspiradores que iludiam o conteúdo fraudulento do restante carregamento.

O tabaco vinha acomodado em 20 paletes, num total de 800 caixas.

"Se fosse introduzido no consumo do mercado português, o tabaco apreendido ficaria sujeito ao pagamento de impostos no montante de mais de 1,4 milhões de euros, incluindo direitos aduaneiros, IVA e impostos especiais sobre o consumo e tinha um valor global, na venda ao público, de cerca de 1,6 milhões de euros", esclarece a Secretaria de Estado.

O conteúdo do contentor foi apreendido, foram levantados os autos de notícia e de apreensão e as peças processuais enviadas ao Ministério Público que passará a ser responsável pelas investigações.

Exclusivos