ACP: António Costa "só se preocupa com bicicletas"

O presidente do Automóvel Club Portugal (ACP) acusou hoje o actual presidente da autarquia lisboeta e candidato socialista, António Costa, de não abordar o tema do trânsito na sua campanha por não ter "competência" para o resolver.

"O António Costa não pode abordar este tema na sua campanha porque não tem competência para o resolver. Só se preocupa com bicicletas", sustentou à Lusa Carlos Barbosa, que vota em Cascais, demarcando-se assim das eleições em Lisboa.

Duas semanas após a abertura do ano escolar, a "balbúrdia tornou-se novamente insustentável" em duas das principais entradas e saídas de Lisboa.

"A situação é facílima de resolver", defendeu.

A segurança e a mobilidade são questões "inalienáveis" para o ACP, que considera "inadmissíveis" situações que colocam em risco a segurança das pessoas e crianças, nada justificando a sua ocorrência e permanência.

"António Costa continua sem conseguir resolver os problemas por incompetência e sem o conhecimento do que é a mobilidade numa cidade como Lisboa", refere o ACP em comunicado, exemplificando com o Terreiro do Paço.

O ACP reconhece a preocupação de António Costa em resolver a questão do transporte escolar, mas sublinha que é necessário um planeamento e ordem no trânsito para esse transporte ser eficaz.

"É tempo da Câmara Municipal olhar para os problemas do trânsito e resolvê-los sem complexos", refere o comunicado.

A confusão provocada pelas entradas e saídas na Escola João de Deus, na Avenida Álvares Cabral, a situação "chocante e insustentável" na entrada do Liceu Francês, na Avenida Duarte Pacheco, o "pandemónio diário" junto à entrada da Escola da Paróquia de Santos, bem como junto aos Salesianos em Campo de Ourique, são situações "inacreditáveis", para o ACP, que "se repetem um pouco por toda a cidade", sendo "evidente a falta de estratégia, conhecimento e planeamento de António Costa".

Segundo o ACP, a autarquia "nada fez" perante as propostas apresentadas para melhorar a situação destas artérias e tentar escoar o tráfego.

Ler mais