Incêndio reteve cem pessoas na praia de Vale Figueiras

As chamas cortaram a estrada e GNR, exército e bombeiros garantiram a segurança das pessoas durante hora e meia até haver condições para saírem do local. Descuido numa sardinha estará na origem do incêndio entre Chabouco e Alfambras

O incêndio que está a afetar o interior de Aljezur está a preocupar as autoridades e quem estava na praia de Vale Figueiras teve de abandonar o local por ordem da GNR. Ao DN, uma testemunha explicou o que aconteceu: "Estávamos na praia e começámos a ver fumo e a determinada altura apareceu a GNR e pediram para sair do local."

O alerta foi dado às 14.31 e o comandante operacional Abel Gomes referiu ao DN que o "vento sueste está a dificultar o combate às chamas". Este vento empurra as chamas na direção do mar. Mas do mar o vento está a empurrar as chamas no sentido contrário. Este cruzamento de ventos está a dificultar o combate ao incêndio.

O presidente da Câmara de Aljezur explicou ao DN que há "alguma preocupação por haver um frente mais complicada". Segundo o DN apurou estarão duas frentes ativas entre Chabouco e Alfambras, zonas do interior do concelho de Aljezur. No entanto, José Amarelinho acredita que os meios que estão neste momento a combater as chamas vão permitir que "a situação seja controlada brevemente".

No terreno estão 150 operacionais, 48 viaturas e cinco meios aéreos (dois helicópteros ligeiros, destacados em Monchique e Cachopo, um helicóptero pesado, destacado em Loulé, e dois aviões médios de Ponte de Sor. A Câmara Municipal de Aljezur cedeu três máquinas de arrasto.

A estrada entre Aljezur e Vila do Bispo está cortada e o acesso à Carrapateira proibido.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG