Incêndio destruiu zonas de pinhal e deixou Alcácer do Sal mais pobre

O presidente da Câmara de Alcácer do Sal afirmou hoje que o concelho ficou mais pobre com o incêndio que deflagrou segunda feira em Brejos da Carregueira, que destruiu zonas de pinhal, consideradas uma das riquezas da região.

"Isto é uma zona de muito pinhal, uma das nossas riquezas, e o concelho ficou mais pobre. Mas ao fim de 24 horas conseguimos ter a situação completamente dominada. Do mal, o menos", disse.

"Durante a noite o fogo fez uma rotação para norte e esteve em risco a urbanização do Montalvo, o que nos provocou um susto. São habitações de lazer, mas poderíamos ter tido ali grandes prejuízos", acrescentou o autarca.

Os bombeiros chegaram a anunciar que a GNR estava prestes a proceder à evacuação do aldeamento turístico da Herdade do Montalvo, mas uma mudança de direcção do vento acabou por tornar desnecessária a retirada das pessoas.       

O incêndio que deflagrou ao princípio da tarde de segunda feira, nos Brejos da Carregueira, só foi considerado 'dominado' hoje de manhã, mas, segundo o Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal, permanecem no local mais de duas centenas de bombeiros, que vão assegurar as operações de rescaldo.  

"Já estamos a desmobilizar meios. Um grupo de reforço de Lisboa e outro de Santarém já abandonaram a zona, mas as operações de rescaldo deverão prolongar-se mais algum tempo", disse à Lusa um responsável do CDOS.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG