Época balnear arranca com menos nadadores salvadores

A época balnear começou esta semana, mas com falta de nadadores salvadores para assegurar a vigilância nas praias de Santiago do Cacém, Sines e Odemira, alertou hoje António Mestre, da Associação Resgate.

"Dos 50 nadadores que precisamos, neste momento temos 35", alertou o responsável pela Resgate - Associação de Nadadores Salvadores do Litoral Alentejano, que assegura a vigilância em 16 praias dos concelhos de Santiago do Cacém, Sines e Odemira.

Desde segunda-feira passada, apenas estão vigiadas as duas praias "mais procuradas" das 16 a cargo da Resgate: a de São Torpes e a praia de Porto Covo, em Sines, com seis nadadores salvadores.

A abertura oficial das restantes, disse o mesmo responsável, foi adiada um mês, para 01 de Julho.

A maioria dos nadadores salvadores é formada por jovens estudantes que, normalmente, só estão disponíveis depois de acabar e antes de se iniciar o ano escolar, o que nem sempre corresponde, na totalidade, à época balnear estabelecida.

"A maior parte destes jovens são universitários. Os exames prolongam-se pelo mês de Junho e, em alguns casos, pelo de Julho", explicou.

A Resgate já fez este ano uma prova de selecção, em Maio, mas apenas conseguiu assegurar os 35 nadadores salvadores de que dispõe actualmente.

"Não é que não haja soluções, mas continuamos todos a bater na mesma tecla e, todos os anos, andamos aqui neste problema", desabafou, alertando: "Não é só aqui. Isto passa-se no país todo".

A solução para a dificuldade em conseguir nadadores salvadores, segundo o representante da Resgate, passa pela formação de um grupo de nadadores profissionais que esteja disponível ao longo do ano.

"Faltam profissionais para trabalhar o ano inteiro. Não estou a dizer que seria preciso o número total de nadadores, mas devia haver um grupo de pessoas que fizesse face a estes períodos", defendeu.

O responsável da Resgate disse acreditar que, a partir de 01 de Julho, as 16 praias a cargo da associação nestes três concelhos do Litoral Alentejano passem a ter vigilância.

Durante a época balnear, que vai decorre até 13 de Setembro nos concelhos de Santiago do Cacém, Sines e Odemira, as praias têm de ter, no mínimo, dois nadadores salvadores por frente de mar ou um por cada 50 metros, nos casos de praias com mais de 100 metros de comprimento.

"Todas as praias vão estar abertas a 01 de Julho", afirmou António Mestre, anunciando que, no próximo dia 20, vai realizar-se nova prova de selecção de nadadores salvadores, na praia Vasco da Gama, em Sines.

"Quem for nadador salvador e quiser vir trabalhar para o Litoral Alentejano, mais propriamente na Associação Resgate, pode aparecer na praia Vasco da Gama para prestar provas", incentivou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG