Duas toneladas de amêijoa apreendidas no rio Tejo

Cem pessoas foram hoje identificadas e 20 embarcações apreendidas durante uma operação conjunta de combate à apanha ilegal de amêijoa no rio Tejo que de realizou em Alcochete e no Montijo, tendo sido recolhidas duas toneladas de bivalves.

O capitão do Porto de Lisboa e comandante local da Policia Marítima de Lisboa, Cândido Coelho, disse à Lusa que a operação decorreu as 11:00 e as 17:00, na zona da praia do Samouco, e numa outra praia junto à Base Aérea do Montijo.

"Foram identificadas 100 pessoas, 62 das quais de nacionalidade estrangeira, e três delas foram notificadas pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras [SEF] para abandonar o país. Foram também apreendidas sete viaturas, 20 embarcações e duas toneladas de amêijoa", afirmou.

Na operação conjunta estiveram envolvidos 70 elementos da Polícia Marítima, 10 do SEF e quatro elementos da Autoridade para a Segurança Alimentar e Económica (ASAE), com 10 viaturas e nove embarcações e a colaboração da Força Aérea.

"As amêijoas entram no circuito de comercialização como sendo de outras proveniências e são um perigo de saúde pública. Estas operações têm como objetivo a minimizar este problema e contribuir para eliminar o circuito do comércio de amêijoa, por isso estamos a atuar em toda a linha", explicou Cândido Coelho.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG