Duas explosões junto a restaurante no Pinhal Novo

Duas explosões seguidas de tiros foram ouvidas esta madrugada, às 05:17, na zona do restaurante no Pinhal Novo onde está barricado um indivíduo, constatou um repórter da agência Lusa no local.

A GNR ainda não adiantou qualquer informação sobre as duas explosões, não se sabendo se os militares já terão posto termo à ocorrência.

Os negociadores da GNR estavam cerca das 02:30 em contacto telefónico com o indivíduo de nacionalidade estrangeira, que baleou um militar e provocou outros feridos com o rebentamento de um engenho explosivo num restaurante do Pinhal Novo, no sábado à noite, para procurar a sua rendição.

Segundo o responsável pelas relações públicas da GNR de Setúbal, o tenente-coronel Jorge Goulão, o suspeito foi identificado pelas autoridades, sendo oriundo de um país da Europa de leste, mas escusou-se a avançar mais informações, indicando também que se desconheciam ainda as motivações dos seus atos.

O indivíduo terá entrado armado e "visivelmente transtornado" no restaurante cerca das 22:00, o que levou alguns clientes a alertarem a GNR através do 112, número nacional de emergência, de acordo com o tenente-coronel Jorge Goulão.

Um dos militares da primeira patrulha que chegou ao local foi baleado e os clientes terão abandonado de imediato o restaurante, o que terá levado o indivíduo a atirar um engenho explosivo para o exterior, provocando ferimentos ligeiros a um outro militar e a, pelo menos, dois civis, que foram transportados para o hospital de São Bernardo, em Setúbal.

As autoridades mantinham cerca das 05:30 um perímetro de segurança na zona, que envolvia as ruas Eça de Queiroz e Diogo Cão.

Algumas habitações foram evacuadas durante a madrugada como medida de precaução.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG