Comunidade procura modelo social para "futuro sem guerra"

Mecânicos, arquitectos, veterinários e jornalistas estão entre os habitantes, de várias nacionalidades, que formam a comunidade de Tamera, instalada numa herdade no interior do concelho alentejano de Odemira e que procura um futuro sem guerra.

A Tamera é um Centro de Pesquisa para a Paz, fundada em 1995, numa propriedade de 150 hectares próxima de Colos, onde vivem e estudam aproximadamente 160 pessoas, umas em regime de permanência e outras temporariamente.

Neste Centro de Pesquisa, são desenvolvidos projectos de estudo nas áreas social, política, tecnológica, ecológica e ainda arquitectónica, entendidos como sendo parte de um todo, cujo principal objectivo é "educar para a Paz".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG