Bijuteria e bolas de Berlim apreendidas em quatro praias

Além das peças de bijuteria e dos bolos, a Polícia Marítima apreendeu ainda uma centena de peças de vestuário, 150 biquinis, 30 relógios e um terminal de multibanco nas praias de Rocha Baixinha Nascente, Olhos de Água e Maria Luísa, no concelho de Albufeira. Esta é a terceira ação de fiscalização à venda ambulante em apenas dez dias.

Perto de meio milhar de peças de bijuteria, nomeadamente pulseiras, colares e anéis, trezentos óculos, 150 biquinis, 30 relógios e uma centena de bolas de Berlim em duas geleiras foram apreendidas nesta sexta-feira nas praias de Rocha Baixinha, Nascente, Olhos de Água e Maria Luísa, no concelho de Albufeira, em mais uma operação de fiscalização à venda ambulante levada a efeito por dez agentes da Polícia Marítima. A apreensão de material incluiu, ainda, cerca de uma centena de peças de vestuário, na sua maioria túnicas, e um terminal de multibanco.

Foram levantados 12 autos de contraordenação a outros tantos indivíduos, entre eles imigrantes de nacionalidade brasileira e outros de origem africana, os quais se dedicavam à venda ambulante sem possuírem a respetiva licença por parte das autoridades, embora tenham cartão de residência em Portugal.

O responsável por aquela ação de fiscalização, Santos Pereira, capitão dos portos de Portimão e Lagos, disse ao DN que o objetivo foi "verificar se estavam a ter efeito as ações continuadas de fiscalização à venda ambulante" nas praias algarvias. A conclusão, acrescentou, é que, desta vez, "aparentemente" houve "menos" situações de ilegalidade.

Trata-se da terceira operação da Polícia Marítima em apenas dez dias em praias do concelho de Albufeira, considerada uma das zonas mais problemáticas do Algarve ao nível da venda ambulante não licenciada.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG