9 jovens detidos por raptos acompanhados de tortura

A Polícia Judiciária deteve ontem, na Grande Lisboa, nove pessoas, entre os 22 e os 26 anos, pela prática de cinco crimes de rapto, roubo, diversas extorsões e vários crimes de ofensas à integridade física. Estes actos foram praticados recorrendo a "relevantes actos de tortura".

De acordo com um comunicado da PJ, "as vítimas eram seleccionadas em função da capacidade financeira dos familiares ou de pessoas próximas e eram posteriormente raptadas com grande violência e com recurso a armas de fogo." Em seguida, as vítimas eram transportadas para diferentes locais e mantidas em cativeiro e torturadas. Paralelamente, os agressores mantinham contacto com pessoas próximas das vítimas com vista à obtenção de resgate.

No decorrer desta operação foram apreendidas armas de fogo, droga e diversos objectos que terão sido usados na prática dos crimes.

Esta vasta operação desencadeada ontem, foi levada a cabo pela Polícia Judiciária, através da Unidade Nacional Contra-Terrorismo (UNCT), e contou com a colaboração de todas as Unidades sedeadas em Lisboa e em estreita articulação com o DCIAP. O objectivo da missão era localizar e deter vários suspeitos da prática de crimes de associação criminosa, raptos, roubos, extorsões qualificadas, tráfico de estupefacientes, ofensas à integridade física graves e qualificadas recorrendo à prática de relevantes actos de tortura.

Os jovens a gora detidos vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coacção tidas por adequadas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG