100 mil pessoas a ver acrobacias aéreas

Cerca de 100 mil pessoas encheram hoje os paredões do Estoril para assistir, sobre a praia do Tamariz, a um espectáculo de acrobacias aéreas, que se realiza pelo terceiro ano consecutivo, segundo dados da organização.

Foram 24 aeronaves que desfilaram nos céus do Estoril, dirigidas por outros tantos pilotos portugueses, espanhóis e franceses.

Entre eles apenas uma mulher, Diana Gomes da Silva, ainda a única representante feminina na acrobacia aérea portuguesa.

Duarte Salema Cordeiro, da organização do "Estoril Air Show", admite que os homens são ainda dominantes nesta área, mas prevê um aumento de participantes femininas.

"Na aviação civil assistimos a cada vez mais mulheres. Há mulheres comandantes, co-pilotos, nas operações e até na placa de carregamento de aviões. Por isso não há nenhuma razão para que não haja mulheres a voar na acrobacia aérea", declarou à agência Lusa.

Para o presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras, os 150 mil euros investidos nesta iniciativa, através de verbas do Turismo de Portugal, são compensadores.

"Temos o litoral de Cascais completamente cheio. Cada uma destas pessoas ajuda o comércio local e a restauração, o que é reconfortante", afirmou à Lusa.

O autarca sublinha contudo que o mais importante é Cascais continuar a ter "uma oferta diversificada e de qualidade".

"Cascais é terra, mar e hoje também é ar", afirmou, manifestando o desejo de que o Estoril possa continuar a receber este espectáculo de acrobacias aéreas.

Apesar das restrições orçamentais, Carlos Carreiras acredita que é possível fazer a iniciativa com menos recursos financeiros, mas sem perder qualidade.

No espectáculo de hoje desfilaram nos céus patrulhas civis portuguesas, espanholas e francesas e ainda patrulhas militares da Força Aérea Portuguesa, do Exército português (para-quedas) e do Exército do Ar de Espanha.

Em toda a iniciativa estiveram envolvidos, além dos 24 pilotos e de sete para-quedistas, 34 bombeiros, três elementos da Proteção Civil, 15 da Polícia Municipal, 12 da PSP, 10 da Marinha e seis do Instituto de Socorros a Náufragos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG