Site do PSD alvo de tentativa de sabotagem sem êxito

O site do PSD foi hoje alvo de um tentativa de sabotagem a meio da tarde, mas os 'hackers' não conseguiram entrar na página, cuja segurança foi reforçada recentemente depois de outro ataque, disse o secretário-geral do partido.

Em declarações à agência Lusa, José Matos Rosa explicou que os serviços informáticos do partido detetaram a tentativa de sabotagem cerca das 17:00, hora em que foram também alertados por um militantes de que circulava na Internet a ameaça, no mesmo dia em que o site do PS também foi alvo da ação de 'hackers'.

O responsável adiantou que o site nacional do PSD já tinha sido alvo de uma tentativa de sabotagem sem êxito há cerca de um mês, tendo o partido pedido um reforço de segurança às empresas que gerem a página.

"Há cerca de 10 dias demos instruções a todas as organizações do PSD que tenham sites para reforçarem a segurança dos mesmos", disse José Matos Rosa, acrescentando que, depois da primeira tentativa de entrada na página nacional, os piratas informáticos tentaram atacar os sites das distritais.

Segundo o mesmo responsável, os piratas informáticos conseguiram mesmo entrar nos sites das distritais de Setúbal e Aveiro, nos quais fizeram vários "post", mas não conseguiram aceder a informação interna.

O site do Partido Socialista também foi hoje atacado e já anunciou que vai realizar uma auditoria informática à sua página na Internet para averiguar a autoria dos ataques.

De acordo com fonte do PS, "a página foi entretanto desligada" - apenas aparece o símbolo do PS em fundo branco - e, dependendo dos resultados da auditoria, o partido admite comunicar o caso às autoridades.

De acordo com a imprensa 'online', durante a tarde o site dos socialistas (www.ps.pt) aparecia com fundo preto, o símbolo adulterado e com imagens e textos acusatórios.

O ataque foi reclamado pelo grupo de 'hackers' LulzSecPortugal, que já deixou em baixo uma série de sites de serviços do Estado e de partidos. O alvo principal era o ex-primeiro-ministro socialista José Sócrates, sobre quem os atacantes dizem querer "trazer a verdade ao de cima".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG