Sindicato vai processar Estado por causa das reduções salariais

O Sindicato dos Trabalhadores Consulares e das Missões Diplomáticas (STCDE) anunciou hoje que vai processar o Estado por causa das reduções salariais dos funcionários públicos, que considera inconstitucionais.

"A provável inconstitucionalidade da redução salarial dos trabalhadores da administração pública vai atingir-nos em condições mais gravosas do que muitos dos trabalhadores em Portugal, porque em muitos países há processos de inflação muito superiores ao nosso", explicou hoje o secretário-geral do STCDE.

Em declarações à Agência Lusa, Jorge Veludo disse ainda que outro aspecto a ter em conta é a desvalorização do euro "que leva a que quem está na Suíça, Canadá, África do Sul e Brasil esteja a ver os seus rendimentos a diminuir progressivamente sem que o Estado tenha tomado qualquer medida para contrariar essa perda".

"Podemos ter, por via dos três efeitos conjugados: redução salarial, desvalorização do euro e inflação, situações de perda de rendimentos que cheguem aos 40 por cento", alertou o sindicalista. De acordo com Jorge Veludo, isso "pode colocar a subsistência de alguns trabalhadores em causa". Por isso, considera que "está a aberta a porta a que haja processos sob a forma de providência cautelar no sentido de garantir que a esses trabalhadores não seja aplicada a redução salarial de modo a permitir o sustento da família".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG