SEF registou 114 crimes ligados a tráfico seres humanos

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) registou 114 crimes associados ao tráfico de seres humanos em 2011, a maioria por casamentos de conveniência e auxilio à imigração ilegal, segundo o Relatório de Segurança Interna.

De acordo com o documento, hoje apresentado, foram ainda participados ao SEF 46 casos de casamentos por conveniência, 43 de auxílio à imigração ilegal, 16 de lenocínio, quatro de tráfico de pessoas e cinco de associação de auxílio à emigração ilegal.

No âmbito da atividade de investigação criminal do SEF, foram identificadas e desmanteladas duas redes de auxílio à imigração ilegal e tráfico de seres humanos.

Segundo o relatório, um dos casos tratava-se de uma rede romena de tráfico de pessoas e lenocínio, com angariação de mulheres jovens na Roménia, mediante falsas promessas de trabalho ou estabelecimento de relações amorosas, e um grupo de nacionalidade chinesa de angariação e tráfico de mulheres da mesma nacionalidade para exploração sexual em Portugal.

Foram confirmadas três vítimas menores, todas do sexo feminino.

Quanto ao tipo de tráfico, segundo o Relatório Anual de Segurança Interna (RASI), uma situação decorreu da tentativa de venda de uma menor para adoção, outra para exploração sexual e uma terceira para exploração laboral na agricultura.

O RASI revela ainda que no ano passado foram concedidas 15 autorizações de residência a vítimas de tráfico de pessoas ou auxílio à imigração ilegal a cidadãos nacionais do Brasil, China, Moldávia, Nigéria e Senegal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG