Secretas têm novo secretário-geral. Agora é um diplomata

José Júlio Pereira Gomes, diplomata de carreira, vai ser o novo secretário-geral do Sistema de Informações da República Portuguesa

A nomeação foi há momentos anunciada pelo gabinete do primeiro-ministro. O atual detentor da função, Júlio Pereira, procurador do MP, mantém-se no cargo, que ocupa desde 2005, até terminar a visita do Papa.

Júlio Pereira, segundo o comunicado, sai a seu pedido, tendo pedido para regressar ao Ministério Público. O primeiro-ministro propôs ao Presidente da República o seu agraciamento com a Ordem do Infante D. Henrique.

A nota governamental diz ainda que José Júlio Pereira Gomes foi indigitado depois de o primeiro-ministro ouvir o líder do PSD, Pedro Passos Coelho. Agora o processo seguirá caminho, com audição do indigitado no Parlamento.

José Júlio Pereira Gomes licenciou-se em Direito em Lisboa em 1980 e foi admitido na carreira diplomática quatro anos depois. Além de vários cargos diplomáticos, desempenhou no primeiro Governo de António Guterres (1995-1999) funções como secretário de Estado da Defesa (sendo o ministro António Vitorino). No anos 80 do século passado ocupou também vários cargos na administração de Macau, então ainda portuguesa.

Ao secretário-geral do SIRP cabe, no essencial, um papel de articulação entre a secreta "interna", o SIS, e a secreta "externa", o SIED.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG