Se Estado não for social "não serve para mais nada"

O presidente da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS) apelou hoje ao "bom senso" do Governo nas reformas em curso, afirmando que se o Estado não for social "também não serve para mais nada".

"Espero que o Estado não deixe de ser social. Se o Estado não for social, então também não serve para mais nada, vamos ser todo anarquistas", afirmou o padre Lino Maia, que lidera a entidade representativa de 4.747 instituições de apoio e intervenção social em todo o país.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG