Se elas são "esganiçadas", ele é "azeiteiro"

Francisco Louçã reagiu ao comentário de Pedro Arroja no Porto Canal. Bloco de Esquerda exige pedido de desculpas

Os comentários de Pedro Arroja no jornal diário de Porto Canal, na terça-feira, em que chamou as "meninas" do Bloco de Esquerda de "esganiçadas", além de incendiarem as redes sociais, levaram também a uma resposta de Francisco Louçã e a uma exigência de pedido de desculpa por parte do partido.

O antigo coordenador do Bloco de Esquerda, Francisco Louçã, reagiu aos comentários de Arroja no Facebook. "Azeiteiro", escreveu, junto a um vídeo que satiriza aquilo que Pedro Arroja afirmou na TV.

O Bloco de Esquerda também reagiu, exigindo um pedido de desculpas ao Porto Canal. Segundo o jornal Público, o partido diz numa carta enviada ao diretor do canal Júlio Magalhães que as declarações "levantam perplexidade pelo caráter ofensivo e misógino com que se referiu a deputadas do Bloco de Esquerda".

O partido admite que, por ser em direto, seria impossível prever o que Pedro Arroja iria dizer, mas que o canal tem a responsabilidade de "emitir de imediato um pedido de desculpas formal e estabelecer um distanciamento inequívoco relativamente" àquelas afirmações.

Pedro Arroja referiu-se às deputadas do Bloco de Esquerda como "meninas esganiçadas" que estão sempre "contra alguém ou contra alguma coisa" (a partir dos 7 minutos e 50).

"Aqui entre nós que ninguém nos ouve, eu não queria nenhuma daquelas mulheres, nem dada. Nem dada. Porquê? Porque não conseguiria com elas, com uma delas, com uma mulher assim, construir uma comunidade, uma família. Elas estão sempre contra alguém ou contra alguma coisa. E lá em casa só havia dois tipos de pessoas, ou os filhos, ou o marido. O mais provável é que elas se pusessem contra o marido. Todas as noites, todos os dias, durante o dia no parlamento, à noite com o marido, porque tu é que tens a culpa disto. Com o tempo elas iam pôr-me fora de casa. E eu saía. E estou a imaginar o sentimento de alívio que sentiria nesse dia: estou livre".

Exclusivos