Rosas brancas no funeral de Leonor

A aldeia de Travanca de Bodiosa (Viseu) ficou ontem deserta durante o funeral de Leonor, a criança de 10 anos que morreu na quarta-feira atingida por um tiro de uma arma de calibre 6.35mm que um primo tirou de um móvel e deixou cair ao chão.

Os mais de 1500 habitantes da localidade deslocaram-se a Mangualde para assistir à cerimónia fúnebre, que contou ainda com um cortejo de 50 crianças que com ela frequentam a escola e que depositaram na campa rosas brancas. Os pais de Leonor seguiram a urna a pé, num ambiente de grande comoção.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG