Relvas: Administração central e local tem 'gorduras' para perder

O ministro-Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, defendeu hoje que a administração pública, quer central quer local, ainda tem "gorduras" para perder e exemplificou com o sector empresarial dos municípios.

"Não pediremos mais às autarquias do que aquilo que vamos fazer no Estado central. Chegou a hora de o Estado em Portugal, quer seja central quer seja local, cortar em si próprio, como tem pedido aos portugueses", afirmou o ministro, à entrada para a sessão de encerramento do congresso da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP), em Coimbra.

Miguel Relvas defendeu que o "Estado precisa de reformas" e que está "em tempo de falar de eficiência, de criar condições para que Portugal ultrapasse estas dificuldades".

"Nós sabemos que o Estado em Portugal é um Estado pesado, que ainda tem gorduras para perder. O sector empresarial municipal é disso um bom exemplo e outros também o são", disse o ministro sem pormenorizar.

Cerca de 600 autarcas de todo o país estiveram hoje reunidos para analisar, entre outro temas, a dificil situação financeira das autarquias.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG