Redução do número de deputados é "batota eleitoral"

O BE defendeu hoje que a redução do número de deputados, defendida pelo ministro dos Assuntos Parlamentares, é uma cedência do PS às exigências do PSD e uma "batota eleitoral" que vai excluir restantes partidos da representação.

"Este anúncio significa concretamente que PS e PSD estão, de novo, interessados em articularem-se para fazerem todos os possíveis para que a Assembleia da República tenha representantes do PS e do PSD, deitando fora, excluindo da representação nacional, todos os demais partidos políticos", disse José Manuel Pureza aos jornalistas, no Parlamento.

Para o líder da bancada parlamentar do BE, a redução do número de deputados, defendida pelo ministro dos Assuntos Parlamentares, Jorge Lacão, em entrevista ao Diário Económico, é "batota eleitoral" e "um empobrecimento muito grande" que PS e PSD "estão a prometer fazer à democracia portuguesa".

"Hoje o PS, pela boca de Jorge Lacão, está a anunciar ao país, numa matéria tão importante e tão sensível como é a representação, que está a pontos de ceder às exigências do PSD em matéria de revisão constitucional", argumentou.

As declarações de Jorge Lacão são entendidas por José Manuel Pureza como um "prolongamento de uma tradição perversa do Partido Socialista de fazer promessas absolutamente firmes num determinado momento e passado algum tempo alterar completamente a sua posição".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG