Rapaz que espetou chave em mulher continua internado

O estudante universitário que espetou a chave de fendas no pescoço de outra estudante enquanto viajava para o Algarve, em 2012, vai continuar internado na Psiquiatria da Prisão de Caxias.

Segundo o Tribunal da Relação de Évora, citado pelo Correio da Manhã, o agressor de 25 anos foi condenado a um mínimo de três anos de internamento mas poderá chegar aos 11 anos.

No dia 2 de novembro de 2012, o estudante do 2.º ano de Engenharia Civil da Universidade de Évora apanhou o autocarro para Faro, onde os pais do agressor vivem. Com ele, levava uma chave de fendas com 21 centímetros. No momento de paragem do autocarro na cidade de Beja, o jovem perseguiu a vítima, uma estudante de 21 anos, aluna no Politécnico local, espetando-lhe a chave de fendas no pescoço, mesmo em frente ao motorista.

De acordo com uma perícia psicológica realizada ao agressor, este sofre de perturbações da "interpretação da realidade" devido à dependência de videojogos e do consumo de substâncias psicoativas. Já segundo os psiquiatras, o estudante sofre de "perturbação psicótica" devido ao consumo de álcool e "barras de pólen das smartshops, lojas de drogas legais".

O agressor é considerado "inimputável perigoso" e podia ter provocado a morte da jovem.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG