Qualidade do sémen diminui nas semanas académicas

Alterações do estilo de vida durante as semanas académicas diminui a qualidade do sémen dos estudantes universitários.

Investigação da Universidade de Aveiro (UA) aponta para um decréscimo em 65% na concentração de espermatozoides e para um aumento em 53% dos danos no DNA e morte das células reprodutoras masculinas dos estudantes. Consequências que resultam do consumo elevado de álcool durante os festejos das queimas e semanas académicas.

O trabalho, coordenado pela investigadora Margarida Fardilha, do Centro de Biologia Celular da UA, realizou-se com amostra de sémen recolhido a cerca de cem participantes, revela a universidade em comunicado. As recolhas foram feitas antes, durante e após os jovens participarem nas semanas académicas de Aveiro e Coimbra. No final foi possível confirmar "pela primeira vez, que a ingestão aguda de álcool durante um curto período diminui consideravelmente a capacidade reprodutora no homem".

Três meses depois das festas académicas, as amostras recolhidas mostram que os valores estudados recuperam a normalidade. No entanto, a investigadora alerta, "desconhece-se o efeito a longo prazo da exposição continuada a estes fatores".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG