PS vai impugnar contagem dos votos do Rio de Janeiro

O Partido Socialista vai apresentar um recurso no Tribunal Constitucional e coloca em causa a tomada de posse do novo Governo antes do dia 23.

O deputado socialista Paulo Pisco garantiu hoje à Lusa que o PS vai recorrer para o Tribunal Constitucional (TC) com o pedido de impugnação dos votos do Rio de Janeiro por alegada fraude eleitoral.

Em declarações à Lusa no local onde estão a ser contados os votos da emigração, em Lisboa, Paulo Pisco lamentou a decisão da mesa e reafirmou a intenção socialista de avançar com a impugnação da contagem dos votos do Rio de Janeiro.

"Lamentamos que a mesa tenha tomado a decisão de prosseguir com a contagem dos votos de forma que o que temos que fazer é pedir a impugnação do apuramento da mesa" na assembleia de apuramento.

O deputado socialista considerou que "é óbvio que há indícios de fraude eleitoral", reafirmando a intenção de recorrer ao TC, mesmo que isso atrase a tomada de posse do Governo.

O recurso deverá ser entregue ainda hoje no Tribunal Constitucional e coloca em causa a tomada de posse do novo Governo antes do dia 23 de Junho e a participação do primeiro-ministro eleito, Pedro Passos Coelho, no próximo Conselho Europeu, em Bruxelas.

De acordo com a lei eleitoral, o recurso terá que ser interposto no prazo 24 horas a contar da afixação do edital, devendo o presidente do Tribunal Constitucional "notificar imediatamente" os mandatários das listas concorrentes no círculo em causa, que têm 24 horas para se pronunciarem.

Findo este prazo, o Tribunal Constitucional tem 48 horas para decidir definitivamente o recurso.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG