PS apela ao Governo para que apresse criação do fundo de compensação

A deputada do PS Sónia Fertuzinhos apelou hoje ao Governo para que apresse a criação do fundo de financiamento das compensações aos trabalhadores que venham a ser despedidos, frisando que esse mecanismo já estava previsto.

"O que hoje foi aprovado já tinha sido acordado pelo anterior governo em sede de concertação social. A única diferença é que a negociação dos valores de compensação em caso de despedimento pressupunha que em simultâneo era aprovado um mecanismo de financiamento para dar maior segurança aos trabalhadores", afirmou a deputada do PS Sónia Fertuzinhos, em declarações aos jornalistas no Parlamento.

A deputada comentava a aprovação, hoje em Conselho de Ministros, das alterações à legislação laboral, que incluem a redução das indemnizações por despedimento para os novos contratos. Sónia Fertuzinhos considerou que o Governo "só tinha que adoptar o que já estava previamente acordado e aceite pelos parceiros sociais" no que respeita à criação daquele fundo.

"Se a opção não é adoptar em simultâneo estas duas medidas então apelamos fortemente ao Governo para que usando os seus poderes e a sua responsabilidade possa apressar a criação deste fundo de financiamento que consideramos indispensável para garantir e para reforçar a segurança dos trabalhadores independente da situação da empresa", afirmou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG